terça-feira, 28 de junho de 2016

Vamos falar sobre Ceviche

Faz bastante tempo que um amigo, muito antenado, convidou a mim e alguns amigos para jantar em um restaurante Peruano. Esse amigo que hoje mora em BH, sempre nos deu dicas preciosas de lugares únicos e especiais

Nessa época a comida Peruana estava começando a fazer sucesso no Brasil e o Killa já despontava como o mais conceituado.

Foi a primeira vez que experimentei o que ficou agora famoso, o "Ceviche".


                                                            foto retirada do site do Killa

Ainda não tinha ido á Santiago no Chile e experimentado a versão Chilena, mas essa noite a comida Peruana e em especial o Ceviche ganharam meu coração, tanto que quando tive a oportunidade de ir ao Chile, no famoso restaurante Giratório, eu logo pedi o "Ceviche" para comparar.

Afinal há uma rixa entre Peru e Chile reivindicando a criação da receita, mas em época de não globalização, como saber quem inventou primeiro?

O Giratório é fantástico, é aquele restaurante que gira 360 graus e você nem percebe, pois é lentamente, também não dá tontura caso alguém tenha essa dúvida...rs.

É um lugar lindo, que você vê o Chile lá de cima, por todos os lados e ângulos.

Fomos quando já estava escuro, mas se tiver a oportunidade vão no pôr do sol, dizem que é um espetáculo maior ainda.

Conto sobre minha visita ao Chile e ao Giratório Aqui



Foto by Internet
Foto by Déa.
Foto by Déa.
Foto by Déa Prado 
Na foto do Giratório eu já tinha comido um camarãozinho...rs...e mexido no prato e só depois lembrei de tirar a foto...rs...não reparem...o prato estava lindo (quando veio...rs)

Bom meu veredicto é o seguinte:

Lugar vence o Giratório no Chile...rs...o Giratório é um lugar inesquecível e que deve ser visitado.

Ceviche vence o do Killa, com louvor...ainda bem que moro em SP...rs                                         
Na época que fui o Killa era recém aberto e tinha um menu degustação, ou seja, vinha um pouquinho de cada coisa para experimentar e foi esse que eu e meus amigos experimentamos.

Entradinha, ceviche, prato principal e um apanhado de diversas sobremesas Peruanas, além do proprietário ter sido muito querido e nos dado diversas bebidas Peruanas para experimentarmos.

Foi uma noite maravilhosa, com amigos queridos e uma comidinha que ficou pra sempre no meu coração.

Recebo sempre a mala direta deles e recentemente tinha uma promoção de um menu que se chamava "Paseo", que creio fazia um passeio pela culinária Peruana, semelhante ao que consumimos na vez que estivemos lá, e era algo em torno de R$ 70,00.(no almoço se não me engano)
Na vez que estive lá, a conta saiu em torno de R$ 80,00 por pessoa com bebidas.

Esse post reflete única e exclusivamente minha opinião sobre lugares que estive e comidas que experimentei.

Killa

Endereço:
Rua Tucuna, 689 | Perdizes
São Paulo | SP | 05008 010
Telefone: (11) 985 518 511

Horário de funcionamento:
De terça à quinta: das 18h às 23:30h
Sexta: das 12 às 15h e das 18h à 23:30h
Sábado: das 12h às 23:30h
Domingo: das 12h às 17h 


Giratorio

Endereço: Av. Nueva Providencia 2250, P 16, Providencia, Región Metropolitana, Chile


quarta-feira, 15 de junho de 2016

Voar voar subir subir, ir por onde for... - 10 anos de vida nova voando.

Todos os anos eu comemoro meu aniversário duas vezes no ano.

Primeiro em Janeiro que foi onde tudo começou...rs, o dia que eu nasci, dia 21/01.

Depois em Agosto, dia 08/08 que é o dia em que eu voltei de um longo coma e que considero como o dia que renasci, que acordei para uma nova vida novinha em folha.

E cada ano tem um tipo de comemoração.

Já teve balada, chá da tarde em casa com direito a serenata dos meus amigos, viagem para a Itália (a primeira internacional e sozinha), o Sarau (com a distribuição dos livrinhos e depoimentos dos envolvidos com a minha história), uns três piqueniques e no ano passado quando completei 10 anos de vida nova resolvi voar de balão.

Na verdade esse era um sonho antigo, guardado e reacendido todos as vezes que viajava para Cornélio e passava pela cidade de Boituva no interior de São Paulo onde eu sempre via as pessoas saltando de paraquedas e balões no ar...



Era um sonho tão desejado que há alguns anos eu mandei fazer um pingente de prata no formato de balão com o meu nome na cestinha...



Como nada é por acaso e o universo conspira a nosso favor, uma amiga me mandou uma mensagem assim:
Flor vamos voar de balão?
E eu rapidamente respondi eu topo e pode ser em Agosto, assim eu já comemoro meus 10 anos de vida nova(?)...rs

E assim começamos a voar juntas...Já estávamos em Julho e Agosto era logo ali.

Convidei vários amigos e acabamos num grupo de 8 meninas.

Não tem necessidade de você montar o grupo, a empresa pilota isso também para você, mas é uma delícia (eu acho), quanto mais gente amiga melhor.

Paguei parcelado e o valor foi de R$ 305,00.

Você escolhe o dia que quer voar, entra em contato com a empresa escolhida, paga e deixa pré-agendado para o dia escolhido.

No dia anterior ao voo você entra em contato com a empresa, que por meio da meteorologia, já sabe mais ou menos se poderá voar ou não. Se a previsão for positiva eles dão o primeiro sinal de que é bem provavel que o voo aconteça no dia seguinte, se a previsão for de chuvas fortes, ventos ruins, a empresa já remarca um novo dia.

Ligamos e a resposta foi ok.

Nós escolhemos dormir na cidade por que eu fiquei com medo de chegar na cidade de madrugada e não achar o local (a doida!)...

É necessário que seja bem cedo, por que, é nesse horário que ocorre os melhores ventos para o voo de balão.

Então assim que chegamos, deixamos nossas coisas no Hotel Rafeli (R$ 62,00 por pessoa em quarto triplo), que tinha um preço bom, limpo, arrumadinho e que fica no centro da cidade, porém, a cinco minutos do local do voo e fomos conhecer o local do embarque.

Lá tem um bar e o Hotel Boituva que achei bem movimentado e que deve ser um pouco "barulhetinho" á noite (eu acho), mas que é uma opção para quem quer já ficar na boca do balão...
O centro de paraquedismo de Boituva é bem descolado, cheio de gente bonita, praticando todos os tipos de esportes aéreos.

Tomamos uma cerveja, batemos um papo, e ficamos lá vendo o sol se pôr cheias de expectativas com o dia seguinte.




Caminho reconhecido e gravado por nós...fomos jantar na cidade.
O moço do nosso hotel indicou o restaurante Goiano e o peixe que pedi estava divinamente delicioso. (R$ 48,00 com bebidas).

Foto by Déa Prado - Risoto de limão siciliano, peixe, e batata



É claro que como toda comemoração tem que ter bolo, parabéns, amigos, visita surpresa do amigo que mora perto e muitas risadas.
Foto by Déa Prado - Cup Cake de brigadeiro branco com morangos e cobertura de brigadeiro.
A cidade é vazia, embora fosse cedo ainda, mas como nosso intuito não era a balada e sim o voo, nós achamos tudo perfeito.

Acordamos quatro da manhã e ás quatro e meia nos encontramos no saguão do hotel, seguimos na paz para o local do voo, e foi ótimo ter ido conhecer o caminho com o dia ainda claro, embora seja fácil, recomendo que se não for passar a noite na cidade que chegue com maior antecedência para que não se percam e nem corram o risco de perder o voo. (tem que pegar uma estradinha de terra e o GPS não é muito amigo nesse caso não e de madrugada não resta muita gente para indicar o caminho).



Uma galera já esperava para embarcar, são diversas empresas que operam por lá, assina-se o termo de responsabilidade, quem precisa pagar (quem escolheu por pagar sinal + a vista) acerta, e daí é só observar o sol nascendo e o espetáculo de diversos balões sendo enchidos.










Caso o vento mude, caso haja previsão de ventos ruins, chuvas, ou algo que impossibilite o voo, a empresa ainda pode cancelar o voo e mudar para outra data, mas basta o primeiro balão subir...e tudo vai ficando colorido e mágico...
.... enchendo o céu de cor....






Para entrar no cesto do balão chacoalha um pouco, e conforme ele vai dando gás e o balão ainda está preso as coisas ficam um pouco chacoalhadas, mas assim que as cordas que prendem o balão são soltas ele vai subindo lentamente....







Nosso balão foi o último, e com isso, fomos no balão somente o nosso grupo, como era um balão para 16 pessoas, foi necessário além do piloto, dois moços da empresa irem com a gente para fazer peso.
Outra coisa bacana de ir com seus amigos é que o cesto do balão tem umas divisões e se for duas pessoas por exemplo você vai dividir esse espaço com outras duas pessoas desconhecidas...é meio complicadinho para tirar fotos, mas claro que o bom senso e a troca de lugares durante o voo podem ser uma saída simpática e gentil.

...e assim as pessoas e tudo mais foram ficando cada vez menores...




E aí é só a paz, as paisagens, os outros balões, suas amigas, o silêncio, e o choro contido...

É impossível realizar um sonho, ver ou sentir algo incrível e não pensar em tudo que aconteceu.

É um misto de alegria, com tristeza, com emoções que eu não sei dar nomes.

E eu penso...como é possível um dia você estar em um hospital, sem previsão de alta, em coma, sem andar, comer, falar, como é possível você que não tomava banho nem comia sozinha, que ficou seis meses em uma cadeira de rodas, como é possível meu Deus, alguém que esteve tão triste estar agora tão feliz.

É impossível ignorar e conter a emoção de estar viva embora eu estive morta e falte pedaços de quem eu era e do corpo que tinha.

São momentos como esse que eu me entrego a uma emoção só minha, que não divido com ninguém, por que, não tem como explicar, não tem como dividir...é ao mesmo tempo gratidão por estar vivenciando essa experiência, mas é mais do que isso, é viver essa e outras experiências em todos os poros, em todos os sentidos, é se entregar a vida, mesmo que ela não seja perfeita, mesmo que as perdas tenham sido gigantescas, é perceber que sentir isso que eu sinto e não explico é talvez em palavras simples estar conectada com Deus e com a vida de uma forma tão forte e sincronizada que ás vezes é como se eu não tivesse aqui, mas sim em algum lugar onde a compreensão e a paz se conectam...e tudo faz sentido.

E embora tenha tudo sido tão triste e mesmo que haja lá no horizonte a possibilidade de haver dias tristes iguais ou piores, ESSE DIA é um dia feliz e você se sente viva, presente, inteira e grata.


E você se entrega!





















Nosso voo levou mais de uma hora, mas a duração do voo depende do vento e da segurança do mesmo.
Fomos o último balão a ser resgatado (por caminhonetes e carros), por que, fomos bem longe, já que o vento foi mudando com o passar da hora... Como o balão é guiado pelo vento, não tem como ter previsão onde ele irá pousar, mas a equipe da terra fica em contato com o piloto e quando ele baixa o balão (em propriedades, fazendas, sítios da região, que devem dar autorização para as empresas) a equipe da terra vem nos resgatar.










Daí varadas de fome, sede, vontade de fazer xixi, caminhamos até a porteira do local que pousamos para encontrar o carro mais rápido possível...



Como os outros carros estavam em outro sentido, levando as pessoas dos outros balões que pousaram longe de nós, resolvemos vir todas em uma caminhonete só....empilhadas, por que a gente se ama...rs



Voltamos para o centro de balonismo, brindamos com champanhe, ganhamos a taça de recordação e um certificado de coragem, depois tomamos o café da manhã, voltamos para o hotel e retornamos para a casa.





E assim terminou nossa aventura e as comemorações dos meus 10 anos de vida nova, com muito glamour, emoção, amizade e amor. Foi mágico, muito especial mesmo e recomendo demais a experiência. As minhas amigas lindas e do coração o meu sempre muitoooo obrigada por embarcarem comigo nas mais diversas aventuras e compartilharem comigo muitas recordações que fazem meu coração e minha alma se encherem de luz. O sofrimento nos é imposto ou escolhido, alguns dirão, mas temos a escolha de passar por ele com mais leveza e alegria e são momentos como esses que fazem a gente não desistir da vida. Gratidão a todas que voaram comigo: Gaby, Simone, Rita, Alê, Miledi, Mara e Rosmari.

Empresas utilizadas:

Aeromagic - Voo de balão    Face Aeromagic

Hotel Rafeli - Boituva   Face Hotel Rafeli

Goiano Restaurante Face Goiano Restaurante

Face - Bar 4:20