quinta-feira, 29 de abril de 2010

Cadê as lambretas? - Veneza/Firenze - Dia 21/04/2010.

Acordo às sete da manhã com recados da Dani e Alê, que amanhã embarcam para Paris, estou em Veneza, mas uma hora da tarde sigo para Firenze, estou feliz de encontrá-los na volta em Madrid (na nossa conexão) para poder contar as coisas, falar português e estar entre aqueles que amo.
Ao levantar, me arrumo e corro para a ponte Rialto que só passei, mas quero estar lá, o sol está nascendo o que dar uma cor mais deslumbrante a Veneza.

Tiro muitas fotos pelo caminho e todas ficam lindas!
Chego no Rialto e é maravilhoso que eu não perdi essa oportunidade, é linda essa ponte, tem lojas nela e o canal nessa parte é realmente animado e maravilhoso.
Acho as bonecas de louça para Bibi e Maria.
Tiro uma das minhas fotos preferidas, sua cor amarelada do sol, a confusão dos barcos, gondolas, vaporettos...tudo é mágico para os meus olhos.

Volto para o hotel, pego as malas, desço as terrivéis escadas e sigo para a estação.
A mala está cada vez mais pesada.
Mas depois que passa o sufoco a gente esquece, mas no caso das malas não esqueci não..rss
Quero um namorado/marido para carregar as minhas.
Bom chego no trem ainda está vazio, peço no meu inglês capengando para um americano me ajudar, volto para meu lugar e descobro que tem entre alguns bancos um bagageiro de aço próprio para malas maiores que não cabem no bagageiro em cima da nossa pobre cabeça, volto lá e falo para o americano que não precisa mais me ajudar, eles olham para mim com cara de o que essa menina está falando..rss..ou seja pensei que tivesse pedido ajuda, pensei que tivesse dito que não precisava..rss
No final digo DONT WORRY...RSSS...isso eles entendem, volto para meu lugar rindo.
Nem todos os trens tem esse lugarzinho viu, geralmente são os mais caros e velozes.
Ao chegar em Firenze resolvo tomar um táxi, pois, as malas estão realmente pesadas e tenho que andar umas cinco quadras até o hotel, ao chegar o táxi se vai, e o lugar é muito estranho, toco a campainha e a porta se abre, mas entro e não consigo saber para onde devo ir.
Ligo para o hotel e digo que estou na porta e não sei para onde ir...ela fala um monte de coisa e novamente só entendo que "There was a problem with your room "...peço para ela descer para falarmos pessosalmente, mas ela não está lá...ai meus sais, irritada desta vez peço que me dê o endereço de onde me transferiram, graças a Deus era um nome que consegui gravar, e tive que caminhar e empurrar minhas malas até esse novo hotel, era bem perto, mas me perdi, não entendi as coordenadas e andei muito mais do que devia.
Quase chorei!
O Hotel San Marco é menos estranho, mas não muito menos..rss...é um prédio antigo desses tipo do centro da cidade de São Paulo, quando entra aquelas escadas sujas, tem um elevador que você reza, implora que não despenque nem que você fique presa, pois não tem botão de alarme e pelo jeito só vão te resgatar quando estiver morta...rss.
Mas pelo menos nesse a pessoa está lá para me receber, já sabe do problema com o quarto e conseguimos nos entender em inglês, só não entendi onde era o café, era no piso inferior e fiquei achando que colocavam na porta..rss
Para ir para o quarto dois lances de escada de madeira, a mocinha me ajuda...afff
Fui almoçar, comprei selo, fui na estação comprar minhas passagens para Pisa e Assis, coloquei os postais na caixa e fui andar.










                                   Basilica Sta Maria Novella



                                  Maggiore












                                   Cattedarle di Santa Maria del Fiore
                                   (Duomo)


                                 Piazza Della Signoria
                                 (com Palazzio Vechio, David falsificado..rsss)


                             Galleria  Degli Uffizi




                            Ponte Vecchio.









Muitas lojas, muitas coisas caras.
Firenze é uma mistura do vechio e novo...do caro e do barato, do moderno e do tradicional, do sujo e do limpo, do gostoso e do ruim, das bikes e dos carros.













Volto para o Hotel pela Piazza Della Republica, San Lorenzo, Riccardi e hotel.
Janto no Mc, arrumei as coisas e amanhã vamos ver tudo torto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário