domingo, 11 de abril de 2010

Eu vou só, mas nunca estou só...

Nossa viajar dá trabalho, não é só fazer as malas é pensar antecipadamente em tudo, absolutamente tudo que você não pode esquecer e que fatalmente alguma coisa fica em cima da cama...me dá uma nóia absurda...
Mas vamos lá fazer o check in de tudo e esperar que o mais importante não seja esquecido.
Mas o que é o mais importante?
Meu corpinho claro, minha alma descansada e feliz apesar da correria..
Então estamos presentes!
Totalmente presentes no agora, no presente, para viver cada som, cada sabor, cada cor, que meus sentidos vão captar.
Mas antes de ir, deixo a mala de lado um pouquinho para pensar que também sentirei falta do que eu tenho aqui, por que, o que há aqui é perfeitamente necessário para o meu crescimento, para a minha missão nesta vida, é deixar a comidinha saborosa da minha mãe, o arroz e feijão tão caprichado, é deixar o lugar onde faço minhas preces ao domingo onde minha alma jorra de emoção, é deixar a academia onde suo para eliminar a barriguinha, é deixar minha cama quentinha, é deixar meus amigos tão queridos, mas também é me preparar para conhecer aquilo que sonheei, é ir ao encontro do desconhecido que tanto me assusta, mas me testa.
Testa minha coragem, meu desprendimento, meu desapego daquilo que conheço e que me é confortável e seguro.
Viajar é tudo isso, é se desligar do que conhece e ir em busca daquilo que acha que seja maravilhoso, e é, você vive aqueles dias mágicos, enche sua memória e seus sentidos com novas emoções e volta para a casa feliz da vida, descobrindo mais uma vez, que o que tem é maravilhoso e embora sua alma busque novas emoções aquelas que você vive no dia-a-dia são exatamente as necessárias para a sua evolução.
De vez em quando a gente precisa partir para sentir.
A gente precisa se distanciar para estar mais perto.
Precisamos comer o diferente para saborear o simples.
Buscamos o barulho, muitas informações para meditar silenciosamente dentro de nós mesmos.
Comemoramos a vida a luz de velas, sozinha, para comemorar todos os dias a nova oportunidade que nasce com a luz do sol.
Damos adeus com o coração cheio de felicidade para abraçar na volta cheios de saudade.
Vamos com a mala vazia e voltamos com ela cheia de amor em forma de lembranças.
Como explicar o que se viu, o que se tocou, o que cheirou, o que sentiu....
Eu realmente sou abençoada!
A quantidade de amigos que me liga, me desejando boa viagem, pedindo para que eu me cuide, se preciso de alguma coisa, ajuda, amigos que me dão dicas...me fazem transbordar de felicidade, por perceber que eu vou só, mas nunca estou só...
Que vida maravilhosa eu tenho...e mesmo antes de partir, por poucos dias, já fico saudosa, por que o que eu tenho aqui é o mais maravilhoso de todas as sensações e emoções....
É AMOR SIMPLES E VERDADEIRO!
Bom na quarta eu vou, mas esperem que voltarei cheia de saudades da minha casa, da minha vida, de vocês...que tanto amo.
Até Breve meus companheiros de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário