terça-feira, 8 de junho de 2010

A contra-capa

Terminei a contra-capa, deu um trabalho danado, como resumir, sem repetir, como passar a mensagem que quero, de tudo que vivi...
Afff.
O que quero que saibam é que estou aprendendo a viver, agora no caminho mais correto, mas tenho um medo danado de me desviar do caminho, por que, viver nesse mundo material, que te impõe vaidade, preconceito, impaciência, soberba é por demais perigoso.
Eu estou aprendendo a acordar, a não me iludir, a ser feliz sem motivo algum, principalmente os externos, mas a todo momento tenho que puxar a minha orelha, estar atenta e vigilante...dá um trabalho ser feliz por estar viva, tem dias que é natural, simplesmente acontece, mas tem dias que se manter nessa vibração é uma luta, um exercício.
Mas chegará o dia que terei evoluido e que tudo isso será natural, virá da alma...que assim seja.
Enfim, agora é tudo com o Dinho, terminar até o final desta semana, e depois gráfica...e pagar...aiaiaiaiaiaiaai.
Enfim, estou muito feliz de terminar, que o livrinho seja útil para algumas pessoas, ele é para mim muitoooo.
Tudo que está escrito lá é o que sou agora, no que me transformei depois de tudo que passei.
E essa frase que li num blog me toca bastante:
“A dor da gente precisa deixar de ser ostensiva para que não nos tornemos insuportáveis para o outro”.
Está chegando a hora da minha dor parar de ser ostensiva....mas como ela me foi útil.
Até dia 07 de agosto, quando você poderá ler e ter tudo isso em mãos...uiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário