quinta-feira, 10 de junho de 2010

Explica que eu te entendo...

Como a maioria sabe em 2005 eu fiquei muito doente, fiquei em coma, perdi muitas coisas, lutei muito para ficar viva, nesta vida, tinha 1% de chance de sobreviver e sobrevivi.
Os anos que vieram foram sofridos, fui perdendo a função renal, até que chegou o momento que ou eu transplantava ou ia para dialise esperar a minha hora na fila, mas graças a Deus e a minha Tia, eu fiz o transplante e estou muito bem.
Mas o que agora eu vejo com uma paz profunda, quando aconteceu tirou meu chão, mudou meu mundo, me transformou...
Imagina em um dia você estar trabalhando normal, e depois de quarenta dias em coma você acordar, e não andar, não falar, não escutar direito, ter perdido um rim, estar cheia de tubos, precisando de oxigênio para respirar, enfim, de cama, imagina ficar cinco anos assim, lutando...
Então, é disso que se trata o livrinho "Aprendendo a Viver" que comecei a escrever assim que pude digitar, em 2006 e aí ele meio que se tornou um diário, não diário...rsss, desses cinco anos que se passaram, minhas lutas, minhas muitas internações, meus pensamentos e principalmente um meio que achei de dividir com as pessoas coisas e situações que eu nunca imaginei na minha vida.
Eu prometi isso para mim mesma, e me dediquei, escrevi, procurei ajuda para fazer ele chegar às mãos daqueles que acompanharam tudo, de perto ou de longe e também aqueles que estão agora numa UTI pela primeira vez, como eu estive, passando por situações parecidas e se perguntando se e quando essas dificuldades vão acabar...
Não tenho prazos, nem idéia, mas tenho fé, de que essas pessoas assim como eu, lutem, lutem até o fim, e o fim é determinado por Deus, não importa qual ele escolha, cedo ou tarde, eu quero com o meu depoimento dê forças para lutar, forças de acreditar, forças de ter fé...
Fé na vida, numa força maior que te empurra, te carrega quando você não tem pode sozinho.
Eu agradeço demais tudo que passei, tudo mesmo e embora as sequelas sejam ainda difícies não posso me desfazer delas, elas são as marcas do que passei, da minha luta e da minha vitória.
Quando olho quem eu era e quem eu agora tento ser...nossa meu coração vibra!
E me sinto feliz, feliz de ter ficado viva e de tudo que lutei.´
Dia 07 de agosto, se minha mãe estiver bem, será o dia escolhido para entregar os livrinhos para meus amigos, familiares, e conhecidos e todos que rezaram por mim....e em troca leite em pó que será doado para instituições de caridade, para crianças que estejam precisando...espero que meus amigos doem não só o leite, mas que se sintam tocados para doar seu tempo, seu amor, o que tiverem para doar.
Por que fora da caridade não há salvação....
Nesse dia conto com meus amigos para cantar, falar poemas, apresentar teatro, ou seja para tornamos a minha virada de página, a minha despedida e agradecimento um evento, um SARAU À VIDA!
Estão todos convidados, quando eu tiver certeza do dia, do lugar eu coloco aqui e que você venha com o coração aberto preparado para viver boas emoções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário