segunda-feira, 9 de agosto de 2010

O Sarau aconteceu.

Gente,

Acho que parei de chorar...se ninguém me mandar mais nada nas próximas horas.

Como sabem o desejo de realizar o Sarau surgiu em meu coração há cinco anos atrás, logo que comecei a ficar melhorzinha e comecei a escrever sobre o que tinha me acontecido, para treinar os movimentos do dedos perdidos e também para ocupar meu tempo ocioso e dar vazão aos meus sentimentos.

Muita gente fala que escrevo bonitinho, aí eu pensei em talvez escrever o que passei, como testemunho, pois quem sabe pudesse ajudar alguém, ou simplesmente a mim mesma, além de registrar aquelas memórias.


Aí fui escrevendo e tudo foi tomando forma.
Eu sempre quis que o dia da distribuição do livrinho fosse no dia 08 de agosto, o dia que decretei o dia do agradecimento, que fosse um dia que eu pudesse agradecer à todos os envolvidos nesse fase da minha vida.

Nesses cinco anos eu escrevi e trabalhei em cima disso, correções, ajuda do meu amigo querido o Dinho, da Nanda esposa dele, da Aninha, do Dejair, e de todos os meus familiares e amigos.

Confesso que quando me perguntavam a respeito, eu já nem sabia mais se ele realmente ia sair, por conta da parte financeira.

Mas como o universo conspira a nosso favor, desde que seja um desejo genuino e do nosso coração, as coisas foram se encaixando, fui correndo atrás de outras, e assim tudo foi sendo pensado com muito carinho para AGRADECER A TODOS OS ENVOLVIDOS DE DIVERSAS FORMAS NA MINHA VOLTA..RSSS E RECUPERAÇÃO, e assim com o aval de Deus, tudo tomou forma:




Escrevi uma pecinha para meus amigos do teatro interpretarem o "Doutores da Alegria" cover..rss.
E pensei em cada figurino.



 
Fiz cup cakes de lembrancinha, uma a uma, o que me deu um orgulho danado..rsss





A correria foi imensa ... FOI POUCO tempo para arrumar tudo, e em QUANTO a gente arrumava meus sobrinhos curtiam o momento.

 
Meu bolo de cinco anos de vida nova, e a mesa dos livrinhos


Família no coemço e no fim da apresentação e em todos os momentos da minha vida.

E FINALMENTE chegou a Edna, uma enfermeira que cuidou de mim na UTI, e que eu só conhecia em minhas recordações do coma, ela é linda e do bem como eu sentia.

 
Os palhacinhos na escada esperando serem chamados


Querem que eu fale com o microfone na mão, eu digo que não vai rolar...rsss, platéia pronta, então lá vamos nós, início das emoções.

Como está perto deles entrarem, eles ficam no vidro fazendo graça.

Então que venha eles: Chico Biriba e Florisvalda.
Beringela/Magali Marie/Marreta.

E eles comentam sobre os "Pacientes" presentes e resolvem MANDAR BALA.




São  "remedinhos" QUE FAZEM BEM AO CORAÇÃO

Adultos e crianças prometem tomar direitinho..rss


Eles sobem no palco para a Dra. Magali fazer suas adivinhações....COMIGO!

Ela acertou tudinho gente ...

Eles agradecem com um POEMA:

Se vocês tivessem acreditado na nossa brincadeira de dizer verdades.
Teriam ouvido verdades que teimamos em dizer brincando
Falamos muitas vezes como palhaços
Mas nunca desacreditamos da seriedade da platéia
Que sorri!

Eu agradeço com flores e bitocas sem Nariz.


Chamo minha amiga, cantora, parecida tanto no talento como no rostinho com a Cassia Eller
Ela canta Saúde da Rita Lee.
E Nem luxo nem Lixo também da Rita.
Imagino o pessoal do 06:01 quando estava em coma, dançando e me enviando energia.
Valeu gente! De alguma forma eu senti.
Foi ótimo ouvir a Susy cantar para mim, por mim, por nós.



Agora meu papito: "Agradecimento à Deus", oferecido a todos os pais já que amanhã é Dia dos Pais.
Dou meu presentinho ao meu pai que amo tanto, apesar das suas trapalhadas.
Essa música é linda, sei que quando ele ouviu pela primeira vez pensou em mim, no momento de sofrimento que estavamos vivendo.
E o que mais eles desejam: era que eu voltasse a sorrir, já que eu era tão feliz, como a música diz.


Agora Jujuba, vem contar o que sentiu, aprendeu, o que me ensinou.
Fala da nossa fé, da minha resignação, e dos momentos de silêncio necessários.
Fala de amizade verdadeira.


A Tati que me aplicou Marikari, explica e reforça o que eu já sabia, pura caridade.
Rezar por alguém, dispôr do seu tempo, dinheiro e energia.
Ela diz que o que surpreende é minha gratidão.
E sou imensamente grata mesmo, por tudo que ela fez por mim.

Depois aqueles a quem chamo de GURUS, Marco, Ale, Raquel - Sempre fofos.
Rá...super emocionada...diz que foi muito dificil relembrar de tudo.
Eu sei, e peço desculpas por fazê-los relembrar esses momentos, mas era preciso.

Eu queria a presença da Cidália para representar a religião Éspírita, mas como ela não pode ir li um texto do Chico.
Lendo uma Mensagem do Chico Xavier: "Se eu Morrer"



E então sobe no palco A Fé que move montanhas, Pastora Hélia e meus irmãos queridos.
Agradecimento especial a minha prima Flavinha que colocou tantos para rezarem por mim.

Dra. Claudia, minha fisioterapeuta do Hospital Alvorada, emocionou a todos.
Me fez relembrar, todos os dias, da maravilha que é poder se movimentar...

Ritinha conviveu mais com a nova Déa, feita da velha.
A Déa que luta para sobreviver, que luta pelo transplante, para comer...
Amiga do reacendimento na Fé Espírita.
Clau, minha melhor amiga, da velha, da nova e da futura Déa.
O som não funcionou e fiquei frustradissima, e estou administrando ainda...
Parece uma piada de mal gosto comigo que sou agora surdinha..rsss
Bom mas mesmo sem funcionar lá, eu ouvi o ela disse e principalmente senti..
E vem a Sô, contar como é propor a doar um pedaço de vc para que outra pessoa viva melhor.
No caso, se Deus quiser, minha mãe!
Sua caridade é tão grande, sua doação escancarada, que seja o que tiver que ser, e logo, já que a Sô tem pressa em fazer o bem.
E que seja essa a vontade de Deus.
Aproveito e chamo todos aqueles que queriam doar, Tio Belo, Tio Beto (representando Tia Sandy), e todos que não foram, mas que citei:
Tia Rose, Dê, Tânia, Tadeu, Tio Luís, Mônica.
Nossa eterna gratidão a todos eles.


E como o som não funcionou o video do final, foi passado sem som mesmo para uma platéia sentadinha e querida, Todos muito fofos!
Queria que tivessem ouvido as músicas escolhidas para representar aquelas fotinhas.
O video foi postado aqui no blog...pelo menos assim os interligados podem ver e ouvir.
Mas o dia passou, a hora, a emoção...uma pena!

.

Mas Vamos Aprender a lidar com ISSO.
E sem FIM ... Senti-me UMA cantora .. rsss ...
Eram varias PESSOAS Querendo Minha dedicatoria no livrinho.
Muitos partiram SEM UM Dar um beijo ... Senti Muito!
E muitos Outros eu nao tirei foto ...
Taí como Duas Noite da frustrações:
O som nao funcionar
E as fotos Que gostaria de tirar e nao tirei.
Mas estou Pensando Administrando e o amor e carinho foram tão grandes...que a gente administra..rss
O que importa são as emoções que vivemos nesse dia e que sempre estará em meu coração.



Os poucos que eu tirei foto .... Dai e Ritinha, Janete, Lidia e Chico.

Mais Lidia, Chico, e Janete.

A fila, Dan e Alê.

Os NOSSOS primos Henriques, Maria, Roberta bis e bis Alfa.


A todos que foram, que contribuiram, que deram depoimentos, que choraram, que vibraram, o meu muito obrigada!
Espero que leiam, comentem, e seja útil o livrinho.

E sem um fim definitivo.
Seguiremos em frente o nosso caminho.



 
Dia 08/07/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário