quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

As trapalhadas do meu pai.

Meu pai é uma figura única, impagável, histórica...rss

Tenho várias histórias para contar sobre ele, e vou lembrando aos poucos.

Mas eu quase chorei de rir com ele esse semana.

O fofo me levou para fazer exame nos olhos (contraste, dilatar, etc), depois fomos buscar minha tia avó no hospital e assim que chegamos no estacionamento (longe do hospital) começou uma chuva forte.

Ele comentou todo prosa:

"ainda bem que tenho um guarda-chuva da hora"

Eu duvidei, afinal o carro dele é uma bagunça.

E perguntei, você tem um guarda-chuva no carro?

Ele disse: TENHO (todo orgulhoso).

Quando abrimos o porta mala para pegar, jesuisamado, era um guarda-sol (vou tirar foto e colocar aqui), azul e amarelo, de propaganda, gigante...rsss

Me recusei a utilizá-lo, nem pensar, pensei eu...rsss

Chorei de rir....fui gargalhando... andando na frente.

Ele inconformado que eu não queria usar...rsss

Mas aí né...o mico tem que acontecer....a chuva ficou forte demais e resolvi usar o guarda-chuva da hora do meu papito...fiz ele voltar no carro e buscá-lo.

Ele:

Que que tem usar menina, ele é ótimo ohhhh, grandão, melhor que tomar chuva.

(É pai vc tem razão, melhor que tomar chuva é ir fazendo propagando da...)

Ai meus sais...

Não é que o guarda-chuva que é um guarda-sol me protegeu da chuva!

Nenhum comentário:

Postar um comentário