quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Amigo come até ovo cozido sem reclamar.

Ontem minha melhor amiga almoçou conosco.
A Cláu, como alguns sabem, está morando em Recife e a vejo menos ainda do que quando ela morava aqui e fugia de mim.
O tempo, os compromissos, a família, os amigos, roubavam a melhor amiga que tenho.
E me lembrei de uma história divertida.
A Cláu sempre foi essa criatura despachada, sem travas na língua, divertida e amável, e eu era a timidez, a encanação em pessoa.
Foi com a Cláu que eu aprendi a me soltar, a desencanar, a rir mais e a ser amiga de todas as pessoas sem distinção ou preconceito.
Quando eu paquerava alguém e não tinha coragem de falar com essa pessoa, era a Cláu que ligava fazendo a declaração dos meus sentimentos (do jeito dela..rssss), algumas vezes eu tinha que pagar essa ajuda e era com empréstimo de roupas (que eu não gostava de emprestar para a Cláu por que ela demorava anos para devolver..rss), ou receitas feitas pela minha mãe.
Lembro que era apaixonada pelo Tuta, e ele tinha uma mobilete e eu queria muito que ele pasasse mais vezes na minha rua, e pedi para a Cláu dizer isso a ele.
Ela topou e me perguntou o que eu daria em troca.
Lembrei que tinha uma torta alasca lá em casa e disse que se ela ligasse eu a daria inteirinha para ela.
Ela topou na hora.

O que ela não sabia era que tinha sido eu que tinha feito e eu tinha esquecido de bater no liquidificar uma das partes que vai ovo e ao colocar no fogo para mexer (sem bater) o ovo cozinhou e ficou pequenos pedaços de ovo cozido no meio da receita...rsss
Lembro da cara da Cláu, rindo, se lambuzando com o sorvete e tirando os pedaços de ovos cozidos..rss.
(ps: a receita da Torta Alasca até hoje aqui em casa tem em vermelho grifado essa parte da receita um recadinho para mim: Déa não esqueça de bater no liquidificador antes de pôr no fogo, lembra da Cláu?..rss).
Bom ao ir embora, minha melhor amiga, que acabou de vender um bem dela com a carinha mais linda do mundo virou para mim e disse: Quer dinheiro emprestado para comprar o aparelho?
São ofertas assim que fazem eu perceber o quanto eu tenho sorte na vida.
Eu felizmente amiga não preciso do seu empréstimo, mas sei que a oferta é de coração e isso não tem preço, é amor verdadeiro.
Amor de irmãs.
(detalhe: O filho da Cláu ao chegar aqui pediu ovo frito para comer no almoço..rsss, essa família é louca pelos ovos aqui de casa..rss).


2 comentários:

  1. Adoramos ovos...rsrs, mas no seu caso o ovo ou a torta (que é uma verdadeira delicia) fica ainda melhor, pois é feito com amor, carinho, cumplicidade.. é isso torna qualquer alimento ainda mais especial. Dea, mesmo nao estando perto fisicamente saiba que existe uma lugar muito, mais muito especial somente seu... pois é realmente a minha verdadeira e melhor amiga... a única amiga que tenho desde a infancia... aquela que me conhece so de olhar... só de rir... só de chorar... Te amo e isto é pra sempre!!

    ResponderExcluir
  2. Ei fofucha...me fazendo chorar....
    É verdade quando voltar em dezembro, vai ser calor e prometo uma torta alasca no capricho sem ovos cozidos no meio..rsss...
    Eu sei querida, sei que a amizade que construimos é tão, tão forte que nem a morte nos separa...se eu for primeiro vc me espera...se vc for eu sei que estará lá para me aguardar e ajudar..rss...
    Também te amo infinitamente e incondicionalmente.
    Beijos

    ResponderExcluir