quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Quem está sendo ajudado?

Ontem eu fui fazer exames e cheguei cedinho no ICRIM onde executo meu trabalho voluntário de triagem do Bazar que a instituição mantêm em sua casa todos os dias da semana, das 9h00 às 17h00.
E saí de lá de noitinha, e vindo para casa exausta, já que estou organizando o arquivo de doações do Bazar, eu dirigindo e pensando, e pensamentos é o que não faltam nesse trânsito de SP, e cheguei a seguinte conclusão:
Eu amo ir lá, amo doar esse dia, amo saber que meu gesto contribui para ajudar outras pessoas, que cada um que lá vai é uma pecinha da engrenagem do bem.
Lá eu me divirto, faço parte, ajudo, mas sou muito mais recompensada, por que, eu sou realmente feliz de estar lá.
Eu sempre quis fazer trabalho voluntário, mas como a maioria eu não tinha tempo, e apesar da vida, da minha vida ter me tirado muitas coisas, ela também me trouxe outras tantas que fazem meu coração vibrar de alegria.
Antes eu tinha mais dinheiro, era mais vaidosa, mais impaciente, mais sonhadora, tinha mais oportunidades, mais viagens, saia mais, consumia mais, muitos sonhos.
Hoje eu fico feliz só de fazer parte!
A felicidade habita meu coração e sei que tudo é como deve ser, tudo que necessitamos para nossa evolução uma hora acontece, seja o trabalho voluntário, o curso, o amor!
Ficar parado não contribui em nada, mas a corrida angústiada só traz frustração, por que, o nosso tempo é diferente do tempo do Universo.
Então minha dica é:
Vai levando a vida, sorrindo, enchendo seu coração de luz, pedindo para Deus iluminar o melhor caminho, a pessoa que vai te ajudar a crescer e quando menos esperar aquilo que vc precisa vai cair no seu colo, assim do nada, embrulhado para presente, na fila, no corredor do supermercado, ou até mesmo na ligação de uma amiga querida...como foi o caso do ICRIM..rss.
Sei que é pouco o que faço, que a maior beneficiaria sou eu, mas por em quanto é isso que o Universo espera de mim, e eu amo saber que eu faço parte de algo maior.
Amo trabalho voluntário!
Amo ser voluntária!
Amo a Mari, a Marinei, a Tetê que dividem comigo nossas horas de trabalho voluntário, nossa doação, nossas desabafos, nossa amizade e principalmente nosso amor pelo próximo.
Site do ICRIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário