segunda-feira, 10 de outubro de 2011

O teatro que é mágico.

Gente,
Foi bacana ouvir o show..rss, confesso, eu não vi nadinha do que aconteceu no palco...infelizmente os telões não funcionaram durante o show e fiquei só ouvindo, um pouco frustrante não ver nada, ainda mais para uma pessoa que não escuta tão bem como eu e precisa ver para juntar as coisas.
Mas valeu!
A companhia da Aninha, camarada de velhos tempos trouxe cumplicidade nas letras.
Confesso que nunca mais sentirei as emoções do primeiro show do TM, da nossa entrega, do entrar na brincadeira, do pular, cantar, do estar presente.
Eu fiz a minha parte e aqui dentro de mim valeu o que senti!
Quanto ao Teatro ele continua mágico, adoro o desprendimento, a poesia, o se entregar sem medo do rídiculo, brincar, estar presente, sem medo do absurdo, do esquisito (afinal o que é estranho para uns é beleza para outros).
Achei ótimo o Fernando chorando com a emoção de estar ali, num espaço destinado à cantores de sucesso, mas não sei, achei o discurso meio batido, a mim não ressoou, talvez por que eu só tenha ouvido e não tenha visto..rss. Ou por que eu já acho eles um grupo de sucesso, de uma forma diferente, mas de sucesso sem discussão, basta ver o CityBank Hall lotado e uma nova data marcada para dia 30/10/2011.
Sim é maravilhoso onde eles chegaram, maravilhoso distribuirem as músicas de forma gratuita, mas é isso que fez eles chegarem ali, é isso que faz eles serem diferentes e isso não precisa ser dito, basta ser sentido.
Saca aquele ditado que quem é bom não precisa divulgar!
É isso!
TM é bom pra caramba.
E eu amo o Danilo (compositor que fez as minhas músicas prediletas..rss)
E eu amo o Toucinho. (que se jogou na platéia no final do show..rss)
E eu amo o TM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário