terça-feira, 31 de janeiro de 2012

O Sucesso da década.

Nesses dias que eu me sinto a titica da galinha, em que me pego pesando muito as coisas, contando os sapos que tenho que engolir.
Analisando o que eu dei e o que recebi.
As funções que a vida me manda desempenhar.
Os planos que vão até a segunda folha, por que, eu aprendi a duras penas que o futuro a Deus pertence.
Dias assim em que me pego calculando quanto tempo vai demorar para o sonho virar realidade em comparação com os anos que tenho de vida...(não sou vidente, mas sei quanto tempo dura um transplante), com minha mãos a obras, já que esperar o destino te presentear é contar com 50%.
Dias em que me sinto só, descompreendida, pouco amada, e nem um pouco escutada, pelo aparelho e pelo pouco que tenho para contar sobre os meus dias.
São dias assim em que eu me faço tantas perguntas, que quase sempre tem a mesma resposta:
Relaxa meu bem, pare de ser tão mau humorada, espera, confia, vc já descobriu que os desejos daqui, tudo de material que vc sonhar e desejar, não tem o menor valor onde seu coração realmente mora.
Se vc planta amor, como acredita que eu aquele que mais te ama te deixarei só.
Olha em volta quantas flores, quanta luz, quanta esperança, essas bobagens, essas pequinez são passageiras, cuida do seu coração, confia no caminho que eu trilhei para vc, confia na sua alma, na suas crenças e, por favor, cresça e apareça, e seja mais otimista e ria dos tropeços alheios, não com desdem, mas com a sabedoria de quem aprendeu a duras penas, que nada dura para sempre, que num piscar de olhos tudo muda, embora, tudo pareça igual.
E por amor a mim eduque seus maus pensamentos, seus sentimentos, sei que vc sabe o quanto aceitar as pessoas como elas são é difícil, mas um dia, creia, vc será capaz de amar incondicionalmente sim, eu estou te esperando lá adiante, mas te espero.
Fique caladinha, quando não tiver nada a acrescentar, e quando suas maledicências forem causar desencontros...CALE-SE!
Se ainda não aprendeu a controlar seus maus pensamentos, não os exteorize, já é um bom exercício para esta vida.
Ouve mais, ame mais, respire mais.
E é em dias assim que o Dr. Medina, sempre adorado, nessa altar que eu e seus pacientes o colocamos, me surpreende sempre.
Quando ele me vê na sala da Dra. Lúcia, ele sempre me sorri, me comprimenta, faz questão de ir lá me dar um abraço, e sempre, sempre ouço dele as palavras que transformam todas as dúvidas, dos dias assim em certeza de que minha vida é sim como deve ser, agora, nesta vida.
Ele me diz:
-Olha o nosso sucesso aí (sim o sucesso sou eu).
Replico com as bochechas em chamas..rss:
- Sucesso é o senhor papa dos papas..rss
Ele tímido:
- Sucesso é você, o sucesso desse consultório.
Sorrio, agora eu tímida:
- Então tem que fazer uma plaquinha, colocar minha foto de paciente do mês, aliás, do mês não, do ano.
Ele sorri e manda:
- Da década.
Se vc tem dúvida de o que passou te trouxe até aqui, pelo menos, por uma década o seu médico te bem diz.

2 comentários:

  1. Viu... uma lição de vida em poucas palavras!!! Fique forte hoje e sempre... beijos com gosto e cheiro de doce de abobora... Clau

    ResponderExcluir
  2. kakakaka!!!
    Sinto o cheiro mesmo...lá no fogão de abobora doada, de sitio, dessas que o doce fica doce e a vida perfumada.
    Uma bitoca minha querida.
    Volte logo, vc faz uma falta tamanha.
    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir