sábado, 31 de março de 2012

sexta-feira, 30 de março de 2012

A Alegria que contagia.

Tantos pensamentos me tomam a mente!
Divago entre o ser e como chegar lá.
Me cobro, desdobro, aceito.
Hoje já sei melhor quais são meus defeitos e em contrapartida sei da dificuldade em moldá-los, mais ainda sei que mesmo quando tenho razão, era pra não ter, por que, atitudes cristãs não é reagir assim ou assado quando se tem razão e sim ser benevolente, aceitar a dificuldade alheia, ser tolerante, não diminuir, nem julgar o nosso irmão, dificílimo!
Mas já estou tendo a consciência e não quero ter mais razão, eu quero não julgar, não agir pelas emoções, mesmo que corretas, eu quero amar incondicionalmente e ser ferramenta, que com carinho e delicadeza transforma o meu irmão e não marreta na cara dele.
Faz alguns dias que ando lidando com algumas emoções que moram aqui dentro de mim, e que apesar de tristes, pois remetem à época em que eu estava doente, também enchem meu coração de amor, estou editando as gravações do Sarau à vida que aconteceu em agosto de 2010 e cada uma das pessoas que estiveram lá para dar seu depoimento irão ganhar de recordação a parte delas.
Foram três horas de emoção, e tem sido horas de emoção para mim, ver e reviver tantas coisas lindas que foram ditas, sentidas e divididas nesse dia.
Percebo o quanto sou abençoada nesta vida e o quanto eu não percebia isso.
É tanto amor!
Esse dia foi muito especial, a energia contida neste dia, as três horas que tantos queridos passaram ali comigo, ouvindo, vibrando, curtindo cada agradecimento, cada homenagem, cada som, cada presença, as emoções a flor da pele, o amor saindo pelos poros.
Que coisa boa estar cercada de tanta pessoas especiais, dignas, tementes a Deus.
O Sarau foi realmente especial, inesquecível, e único, não haverá outro tempo como aquele, não haverá a junção daquelas pessoas, serão sempre lembranças, dessas deliciosas, que enchem nosso coração, mente e lábios de alegria.
Hoje foi dia do meu grupo de oração se reunir, outro bálsamo para a minha alma, fazia dois meses que não ia, janeiro por que passei o dia com meu tio no hospital, e em Fevereiro eu estava voltando de viagem, me perdi no dia, e meio que me entreguei, mas a verdade é que eu eu precisava me recuperar espiritualmente nesses meses para não contaminar as vibrações, e Deus é tão perfeito que eu voltei na hora certa, alguém dúvida?
Foi mais uma noite de aprendizados, de luz, de emoções e de responsabilidades.
Ouvir minha mãe orar por mim e sentir a presença do meu anjo da guarda são alegrias que explodem no peito, dessas que eu chamo de felicidade verdadeira.
Que cada um dos amigos, familiares, conhecidos, possam ter recebido hoje, especialmente hoje essa energia maravilhosa de ser feliz por estar viva.
Eu pedi por vocês...por mim...por nós!
E tenha certeza que Deus sempre nos ouve.

domingo, 25 de março de 2012

Frases inocentes mole mole mole.

Falando a pouco com Bibi no telefone, ela:

- Sabe quanto o meu dente tá mole?

Não.

- Assim....mole...mole...mole....mole....mole....mole....mole...mole....e por aí vai.

Ai eu disse:

E não saí esse danado.

- É mas um dia, dois, ou mais ele deve cair..

(rsss).

Depois do nada ela soltou:

- Tia você não tem uma viagem marcada?

(meu irmão mandou ela desligar, mas desconfio que seja por conta dos presentes, ou será, que ela também quer ir junto?).

Cabelo cabeleira descabelada

Gente fiz na sexta uma hidratação com Morrocanoil, a linha toda, o shampoo, creme e depois o óleo, e para finalizar o óleo de novo.
Adorei viu!
Todo mundo fala super bem, mas até Kerastase tem sempre um que se dá melhor em nosso cabelo.
Eu com minha juba mega ultra power seca, preciso de shampoo e creme super hidratantes.
Recomendo.
Meu cabelo ficou baixinho e disciplinado depois da escova.
Como não consegui fazer a progressiva, achei uma delícia um produto que baixe a juba como esse, afinal esse meu corte curtinho, chanel, precisa disso.
Quando passo a mão no cabelo, uia, parece que sempre tive cabelo liso..rss
Fora que as pontas também ficam hidratadas, sem pontas duplas ou ressecadas.
Agora lá vai para a lista de sonho de consumo, pelo menos o óleo...
Shampoo bom é caro, mas vale cada gota, por que, dura muito e cumpre o que promete.

quarta-feira, 21 de março de 2012

Azul, Vermelho, laranja, você é quem manda.

Estive na Etna e na Tok Stok essa semana, pois, estava precisando de uma cadeira nova para o meu escritório aqui de casa, a minha velhinha e simples estava acabando com minhas costas de velhota.

Na Etna encontrei essa luminária Azul (R$ 30,00) para combinar com meu quarto e me ajudar nos Make Ups, com muito mais luz, ela é de plástico e lógico esquenta, mas como é só para alguns minutos e não para ficar o tempo todo ligado achei justo e baratinha, tinha outras cores.
Faz tempo estava paquerando uma desse tipo com astes flexíveis, e o preço de uma que gostei estava por volta de R$ 85,00, portanto, achei que experimentar essa não custava tanto..rss


E na Tok Stok além da cadeira que estou sentada agora..rs, com desconto por ser a última peça e por o ziper não estar com os puxadores 20%...eu sempre acho umas liquidações...é incrível vou para o caixa e taram...desconto sobre desconto...eu me divirto e peço desconto mesmo...quem não chora não mama.
Achei esse porta guardanapo que pretendo colocar em nossa churrasqueira quando ela tiver sido reformada..rss, no ano 2013...rsss.
Lá em Buenos Aires na Loja Moph tinha várias iguais, com desenhos diversos, que a minha amiga Lidia comprou para dar de presente de casamento, eu achei uma graça e não comprei lá por que já tinha passado minha cota de comprinhas, mas essa da Tok Stok saiu por R$ 23,50, também achei baratinho...que tal?

E para finalizar acho que fiquei devendo as caixas laranjas que comprei para organizar meus álbuns de fotos que serão guardados dentro do móvel do escritório que ainda estamos pesquisando, e também na estante para guardar coisas de escritório, comprei nas Lojas Mel, que adoro, bem barato também em comparação com caixas pesquisadas na Leroy Merlin, na Kalunga, etc. Como são de vários tamanhos, os preços são de R$ 18,00 a R$ 50,00 mais ou menos.

Itens 'decorísticos", como diz a Ana Paula do Blog: http://www.correioelegantepravoce.com para enfeitar a nossa vida.

Aliás estive na casa dela e amei:
A parede feita pela própria com fotos de paisagens do mundo em PB com uma luminária estilo anos 70 vermelha, adorei o contraste.
Fiz uma arte parecida na mala da minha avó, no post: Do Baú - Mala da Vó.
Só que com fotos dos amigos, menores e não para ser usada como minha amiga que fez seu próprio e exclusivo papel de parede.
E fixei o olhar em dois vasinhos, estilo garrafa antiga verde com dois copos de leite cada uma. Vou copiar em breve...e ela deixa..rss (Copo de Leite uma das minhas flores preferidas, além do Lírio e das flores do Campo).

Que a vida de todos nós seja assim, com cores, artes e amores! Uma ótima quarta para todos.



quinta-feira, 15 de março de 2012

E que venha a próxima aula da vida.

Ela chegou de mansinho, mas não parou de falar, e no meio de tantas histórias, intercaladas com meu peito enchendo o peito de ar e tentando fazer com que os milagres (lágrimas) não caíssem, muitas lições nas entrelinhas, em que ela nem percebeu a profusão com que tocou meu coração.
Contou-me que é viúva de um homem que lutou bravamente por dois anos até seus últimos dias com um câncer,  e que por ele estar no auxílio doença e não aposentado, ela não recebe nada por conta dele, mas sempre foi mulher lutadora, sempre trabalhou desde menina, quando veio do nordeste, da cidade pobre e suja, onde contraiu uma doença que lhe furou o fígado, mostrou a bolsa de metais para exemplificar o que não precisa ser detalhado, já que doí só de imaginar.
Fez o primeiro transplante, de doador vivo, desses que doam por amor, que doam por medo de não ter mais aquela pessoa contigo, sua irmã de sangue e dores, dezoito anos apenas.
Antes um ano de preparação, de reuniões e exames, de preparação psicológica para o que também não tem preparação.
Na reunião com os médicos, um dos vinte, toma coragem e vai contra os demais, não dará certo ele indaga, mas é minoria, e o sonho de ficar bem, de levar uma vida mais normal, faz da realidade o sonho, e do sonho a ilusão.
No dia marcado, tudo acontece, ou quase tudo, pedaços de fígado e de sonhos são despedaçados, a irmã perde os 40%, mas ela não ganha os 100%, nem o 1. Na UTI só a dúvida, só a confusão, só a mão que apalpa uma barriga sem cicatriz. A ilusão só vai caber dentro do peito, só vai ser digerida quando lhe trazem a maca com a irmã e a explicação de que o um era mais certo que os dezenove, e o transplante não foi possível ser realizado, a irmã perdeu um pedaço, mas ela não ganhou.
Decepção!
Sofrimento!
O médico que era contra, conversa, diz para que ela que perdoe e aceite, ninguém lhe quis fazer mal, pelo contrário, tentaram lhe devolver a vida, mas as ligações físicas do fígado não eram tão compatíveis quanto a ligações espirituais. Mas a vida só é dada, devolvida e tirada por Deus, e ele tem seus propósitos inexplicáveis, o ligar ou não ligar só cabe a ele.
A vida segue...um, dois, três meses, e o destino prega uma peça em uma família rica, poderosa, a menina dos seus olhos parte, mas antes deixa pedacinhos de si mesma espalhados por aí. A mãe não entende, por que, ela se foi, por que ela teve que ir para aquele hospital de humildes, por que ela queria doar, muitos por quês sem resposta. Todos os anos, já fazem dez, elas se correspondem, apenas por carta, a mãe ainda não está preparada para encontrar cara a cara com o pedacinho de amor que ficou da filha que jorra de fígados, rins, olhares, pulmões, pele e coração.
Talvez quando estiver preparada para encontrar os pedaços da filha a dor cesse por perceber que ela não foi embora, ainda está aqui, vivendo em cada uma das pessoas a quem ela tocou a vida.
Talvez sejam anos aceitando a partida e agora aceitar o estamos eternamente juntos seja mais dolorido.
Não compreendemos! É outro jeito, é o outro lado, é a mesma dor.
Os olhos enchem de milagres ao perguntar para mim, justo para mim, por que será que ela não quis ainda me conhecer(?)
Argumento que com certeza ela ainda não está preparada, mas torço para que esse dia chegue, mas talvez ele nunca aconteça. Me sinto triste, por ela não poder abraçar aquela que lhe devolveu a esperança como eu posso, embora me controle para não fazer tanto quanto eu gostaria.
Eu posso deixar o amor jorrar de dentro de mim, também posso fazer o mesmo com a minha prima que devolveu a minha mãe, e imagino se talvez em palavras, nas respostas da carta de todo ano, ela consiga agradecer (?). Acho que nem ela sabe.
A vida dela é assim, cheia de esperança, sem nenhuma segurança ou certeza (alguém de nós tem?), continua trabalhando como cuidadora, e numa desses cuidados, era para passar 1 dia e passou 8, abandonada, sem recursos para voltar para casa e sem saber como fazer, foram sete dias sem medicação, essa que mantêm a esperança dentro da gente, quando a buscaram (ela não gostava de dizer que é transplantada para não rejeitarem o trabalho que ela tanto necessita para viver) ela pediu que a deixassem direto no hospital, num sábado, ela sabe que não haverá médicos, mas só pensa em se salvar, em não perder o fígado abençoado, logo que entra, seu médico que tinha ido visitar um paciente a encontra, assim, por acaso (!?), na porta, num sábado, no imenso HC, é internada imediatamente, quase perde o transplante, não sabem o que fazer, ela ficou muitos dias sem tomar a medicação, seu organismo começa a rejeitar o fígado transplantado e doado pela moça bonita que morreu num acidente de carro..
Mas depois de muita luta, o fígado vence, a vida vence, trocam a medicação e a vida continua.
Hoje embora precise trabalhar, aos cinquenta e cinco anos, essa mulher guerreira que bebia água não potável, embora precise muito do trabalho, aprendeu a dizer não e sim para a vida.
Seu único filho, que lhe ajuda em casa, nas despesas e companhia, vai casar e se mudar, e ela novamente terá que reprogramar a vida.
Fechei os olhos quando me fui, pensando no imenso medo que tenho do futuro, e me senti ridícula primeiro por que eu sei, mas sempre deixo o medo me dominar, de que não sabemos o que acontecerá em um segundo, segundo por que ilusoriamente estou mais protegida do que muitas pessoas como essa mulher, terceiro, por que Deus nunca nos levará onde a graça dele não nos alcança.
Saio de lá mais leve, mais esperançosa no futuro, mais empenhada em realizar tudo que eu puder fazer para me proteger das intempéries da vida, que eu saiba amar para não me faltar companhia, que eu saiba poupar para não me faltar economias, que eu saiba construir para ter um teto sob a minha cabeça, que eu saiba sorrir para tornar a vida mais alegre, que eu saiba amar meu corpo como ele é, que eu saiba ouvir não só com os ouvidos machucados, mas com o coração sábio, que eu saiba ir, mas que principalmente eu saiba voltar, que eu tenha sempre a mala pronta para novas aventuras, que eu seja doce para que sejam doce comigo, que eu tenha paciência, humildade e amor sobrando dentro do peito, que eu aprenda a respirar, meditar, me curar, e que acima de tudo eu saiba me perdoar quando eu não conseguir fazer isso tudo, e que eu saiba acreditar e orar quando nada disso for suficiente.
Saio do HC emocionada vertendo milagres quando penso em tudo que ela me contou, e fico ali esperando meu pai vir nos buscar, já que minha mãe não anda bem, um dos muitos carros que deixam os doentes, pára na minha frente, um moço bonito salta da direção e vem abrir a porta para uma senhorinha meio paralisada, com uma bengalinha, ele espera que ela salte do carro e ela espera que ele a ajude...vejo a cena e não me contenho dou minha mãos como tantas vezes fizeram comigo quando eu não andava, e ajudo a senhorinha a saltar do carro, já na calçada esperando a senhora que estava no banco de trás que a acompanharia, apertando levemente minhas mãos, ela me diz algo, mas não entendo, ela repete e não escuto, até que finalmente eu ouço que ela quer me dar um beijo, e assim com um beijo estralado de agradecimento e o desejo eterno de que Deus me dê muita saúde eu fico ali pensando comigo, como as mulheres são fortes e como a maioria dos homens (não todos, graças a Deus) não são tão bonitos quanto aparentam ser.
No mercado outra senhora se aproxima, dispara a contar a vida, pra mim (acho que percebeu que minha mãe não está bem...rss) e eu escuto, um pouco, as vezes nada, mas faço cara que sim, me conta que é crente, que uma amiga a roubou e que o pastor mandou ela pedir perdão, ela retruca que falou para ele:
_ Primeiro ela é quem tem que pedir perdão pra DEUS, depois pra mim.
Falamos depois dela contar detalhes do roubo e da amiga traidora, da sua pouca vontade quando ela chegou hoje para se desculpar friamente, que um dia Deus irá tocar o coração da mulher e que ela irá ainda se arrepender.
E ela segue com suas sacolas e seu coração machucado.
(e penso comigo, até lá melhor mesmo a senhora não deixar ela entrar ou ficar sozinha em sua casa..rss).
E assim com a cabeça funcionando a milhão, o coração cheio de emoção e alma armazenando tantas lições contidas em algumas horas, eu vi ela de bolinhas, ele de boina e quadradinhos, cabelos brancos os dois, um guarda-chuva na mão que entrega o caminhar a pé, LINDOS, ambos vieram buscar medicação, ele puxa a cadeira para ela sentar, conversam com todos, sorriem para todos, numa delicadeza e amor, desses cúmplices de uma vida inteira, vivida enfrentando o medo, as dificuldades, as decepções, as doenças, são um a bengala do outro, tenho certeza que se conversasse com eles seria mais uma hora de aprendizados, mas Deus me olha com seus olhos sábios e bondosos e me diz...
Inveja a companhia
Inveja o amor
E ti prepara para a próxima aula.
Já minha sábia mãe ao final do dia me disse:
Nossa será que os bate papos estão me trocando por você!? Será?! Será que existe genética pra isso?

Não é não...é a vida te ensinando aquilo que você precisa aprender.

quem tem olhos que veja
quem tem ouvidos que ouça
quem tem dedos que escreva
quem tem blog que divida

quarta-feira, 14 de março de 2012

Corujices que amo

Gente,

Olha o que acabei de ganhar vindo diretamente de Promissão, interior de SP, da minha querida e chef de mão cheia Fabiane De Feo do blog: miguelmeuanjosemasas


A Fá é minha prima por parte de mãe, e fez essas delícias, que dão pena de comer, mas a gente faz o sacrifício..rss, e lambe os beiços...muito bom viu.
Fabi se um dia você colocar a receitinha em seu blog e o modo de fazer, me avisa que linkamos para todos aprenderem...rs
Flor...muito obrigada..adorei...além de lindos, são uma delícia, por que, convenhamos coisa bonita tem que ser gostosa também...

Um pena você morar tão longe....

segunda-feira, 12 de março de 2012

Moral da Manga - Rubem Alves

Recebi por e-mail e achei um ótimo texto para se pensar...
Divido com todos vocês...deliciem-se com gosto de manga.

Teologia Moral da Manga

Rubem Alves

O velho caipira, com cara de amigo, que encontrei num Banco, estava esperando para ser atendido. Ele ia abrir uma conta. Começo de um novo ano... Novas perspectivas...E como não podia deixar de ser, também começou ali um daqueles papos de fila de banco. Contas, décimo terceiro que desapareceu, problemas do Brasil, tsunami... Será que vai chover? Mas em determinado momento a conversa tomou um rumo:

- Qual é então o maior problema do Brasil para ser resolvido?

E aí o representante rural, nosso querido "Mazaropi da modernidade" falou com um tom sério demais para aquele dia:

- O Maior Problema do Brasil é que sobra muita manga!

Tentei entender a teoria...Fez-se um silêncio e ele continuou:

- O senhor já viu como sobra manga hoje debaixo das árvores? Já percebeu como se desperdiça manga?

Sim... Creio que todos já percebemos isto... Onde tem pé de manga, tem sobrado manga...

E aí ele continuou:

- Num país onde mendigo passa fome ao lado de um pé de manga... Isso é um absurdo! Num país que sobra manga tem pouca criança. Se tiver pouca criança as casas são vazias... Ou as crianças que tem já foram educadas para acreditar que só "ice cream" e jujuba são sobremesas gostosas. Boa é criança que come manga e deixa escorrer o caldo na roupa... É sinal que a mãe vai lavar, vai dar bronca, vai se preocupar com o filho. Se for filho tem pai... Se tiver pai e manga de sobremesa é por que a família é pobre... Se for pobre, o pai tem que ser trabalhador... Se for trabalhador tem que ser honesto... Se for honesto, sabe conversar... Se souber conversar, os filhos vão compreender que refeição feliz tem manga que é comida de criança pobre e que brinca e sobe em árvore... Se subir em árvore, é por que tem passarinho que canta e espaço para a árvore crescer e para fazer sombra... Se tiver sombra tem um banco de madeira para o pai chegar do trabalho e descansar... Quem descansa no banco, depois do trabalho, embaixo da árvore, na, sombra, comendo manga é por que toca viola... E com certeza tá com o pé na grama... Quem pisa no chão e toca música tem casa feliz... Quem é feliz e canta com o violeiro, sabe orar... Quem sabe orar sabe amar... Quem ama, se dedica... Quem se dedica, ama, ora, canta e come manga, tem coração simples... Quem tem coração assim, louva a Deus. Quem louva a Deus, não tem medo... Nada faltará porque tem fé... Se tiver fé em Deus, vê na manga a providência divina... Come a manga, faz doce, faz suco e não deixa a manga sobrar... Se não sobra manga, tá todo mundo ocupado, de barriga cheia e feliz. Quem tá feliz... não reclama da vida em fila do banco...

Daí fez-se um silêncio...

quarta-feira, 7 de março de 2012

Selinhooooo

Gentiii,

O blog e eu ganhamos selinho fofo, da Silvana do blog Reciclando e Criando, uma fofa, que cria coisas lindissimas, vale a visitinha.
O meu blog não cria tanto assim, mas eu dou luz a algumas artes.


Quem criou o selinho foi a Luciana Severo do blog: http://efacilserfelizartesanais.blogspot.com/

1)E todo selinho vem com regrinha..rsss, e desse é informar quem criou e quem presenteou - ok
2)Contar o que é arte para você:
"Arte para mim é deixar seus sonhos tomarem formas, é dar vida ao que mora dentro de você".
3) Dar para dez pessoas...aí que sempre me embanano..rss, fiquem a vontade para pegar meninas, quem gostar, quem quiser participar da brincadeira.

Beijos criativos para quem ama e faz artes.






domingo, 4 de março de 2012

Fixa em mim que eu seguro.

Invenções:

Eu não queria furar o teto, mas queria os bonequinhos que representam: eu, minha mãe, meu pai e meu irmão lá, então, peguei a cesta de bolinhas do piquenique (uma cartolina dura com desenho de bolinhas vermelhas).
1) Fiz dois quadradinhos do mesmo tamanho do papel duro da cesta.
2) peguei um arame que tinha por aqui, e fiz um L, com alicate, sendo que ao final do L, na parte vertical eu fiz um gancho, para encaixar a mão do bonequinho.
3) fiz um furo em um dos quadradinho para passar a parte com o gancho.
4) prendi com fita dupla face entre os dois quadradinhos a parte do L na horizontal, fazendo um sanduíche entre e mantendo o L fixo.
5) coloquei fita Fixa Forte, que é dupla face e colei a parte reta do sanduíche do quadradinho de papelão de forma que a parte do gancho ficasse para baixo.

6) e pendurei meus bonequinhos comprados na loja Lago na Feira de San Telmo em Buenos Aires.
Tá aí minha arte, sem esperar meu pai e sua furadeira, sem furar o teto e resolvendo meu problema..rss




Também prendi o quadro de metal que comprei na feira de San Telmo, na frente da mesinha onde fica o computador, para que eu possa pregar as cosinhas que eu curto, recadinhos, fotos, e lembretes.
Prendi com a mesma fita, está no meio por que em breve a arte continuará e a placa ganhará companhia, mostro quando estiver pronto.



E as artes aqui de casa não param.
Meu pai já fez os suportes de ferro que abrigarão minhas trepadeiras, depois vou mostrar o passo a passo da montagem do meu cantinho sonho de consumo no meu quintal..rs

Me esperem....

quinta-feira, 1 de março de 2012

Pós Graduação a distância UNIASSELVI e PH PÓS GRADUAÇÃO.

Você quer fazer um curso de Pós Graduação a distância?
Então tem que conhecer os cursos da UNIASSELVI, um grupo Catarinense que ocupa o quinto lugar no ranking da Universidades Brasileiras.
São Pós Graduação a distância nas áreas de Educação, Gestão, Contabilidade, Engenharia e Direito.
O valor dos cursos são bem em conta, você estuda em sua casa, sem trânsito e na hora que quiser.
Recebe o material em sua casa dos módulos a serem estudados, tira suas dúvidas On line, ou no 0800, e só precisa de dois encontros presencias no final do curso, um para a prova final e outro para a apresentação do TCC. (dependendo a prova e o TCC podem ser feitos até no mesmo dia).
O curso dura 12 meses, dez para os módulos e dois para a pesquisa e concepção do TCC.
Há vários meios de efetuar a matricula, vários parceiros por todo o Brasil, por isso, peço que caso efetuem a matricula, que o façam pelo site: www.phposgraduacao.com e que me mandem, via e-mail (andreapradophposgraduacao@hotmail.com) seu nome completo e CPF para que eu possa identificar os alunos matriculados que foram por meio da minha divulgação.
Vamos estudar que é bom demais, além de alavancar nossas carreiras financeiramente, acho uma delícia tomar posse de novos conhecimentos.