quinta-feira, 28 de junho de 2012

Eu que fiz - Mega Artesanal

Ontem, como comentei, estive na Mega Artesanal com minha amiga Clau.
Gostei muito, embora, eu saiba que não sou artesã, não sou uma moça prendada e caprichosa nessa área, confesso que muitas etapas, esperar secar, lixar, me afobam.
Eu quero ver pronto logo, me falta uma paciência, ou melhor o exercitar da paciência.
Mas por outro lado eu adoro fazer esse tipo de trabalho manual, gosto do prazer "do eu que fiz", e adoro caixinhas, bonecas de pano, maletas, coisas personalizadas, feitas a mão que você não encontra outra igual.
Portanto a paciência que me falta, sobra em amor, talvez eu consiga...rs
A feira é gigante, um dia só não dá, como me disseram lá, tem que ser um dia para fazer os cursos, presentes na maioria dos estandes, um para olhar tudo com atenção e outro para comprar.
Passei o dia lá, de 12h00 às 19h00.
E cheguei acabada em casa e não vi tudo.
Não comprei nada, pois, não estava preparada financeiramente para isso, e me controlei divinamente, mas saí de lá com muitas belezas na caixola, e muitos folders para futuras compras e artes.

Fiz três cursos.

De cartonagem,  no estande a loja on line Airu, que você precisa fazer a inscrição antes, por internet, onde eu fiz esse bloquinho, queria muito aprender a fazer caixas, bolsas, etc:



E de "scrapbooking", no estande da Filipaper, empresa de papéis, onde fiz esses dois cartões:



Eu amo papel, reciclado, colorido, por isso, amo essas artes com cartão, amo adesivinhos, e álbuns lindos como estes:

Que emolduram histórias de viagens, que é uma das coisas que mais amo fazer na vida.



Fiz questão de fotografar o nome da artista, pois, quem sabe futuramente eu faça cursos com a artista dos trabalhos que mais gostei.


E de "patchwork" onde eu deveria ter aprendido a costurar uma bolsa para nootebook...rs, mas não tenho a "loção" de como costurar, nem máquina, nem nada...mas ganhei o kit para confeccionar a peça em casa....aiaiaiai....
E assistimos a professora fazendo lá na hora, pra mim que não tenho noção de costura, não valeu muito, e achei uma falha no kit não conter a foto e o passo a passo da bolsa, mas tem a descrição do modo de fazer, para quem sabe...deve ser fácil.


Fiquei com os tecidinhos cuti cuti, que talvez eu faça essas florzinhas, que a minha amiga vai me ensinar a fazer (ela disse que não precisa de máquina e que farei vendo a novela, que é bem fácil, eu acredito nela..rs).

Os cursos são concorridíssimos, a maioria gratuitos e você leva sua arte para casa, alguns cobram o material, como vaso que minha amiga fez e outros pedem doações de agasalhos.

Essa belezuras me chamaram a atenção:



Essa luminária feita de garrafa pet, a la Sherol Vinhas..rss, querida, se puder me contar como que tinge as garrafas para ganhar tantas tonalidades, eu adoraria saber..rs, e como elas são coladas, que tal um tutorial no seu blog ensinando? Hein...

Esse quadrinho, é velho conhecido, eu mesma já pensei em fazer um parecido aqui pro meu escritório, peguei como referência de enfeitinhos...rs


Essas maletas de madeira com decoupagem são velhas conhecidas de todas nós, mas eu amo, queria guardar tudo em maletinhas lindas como esta, tem várias pessoas que fazem para vender...


Essa com selos para guardar nossos guias de viagem, que tal?

Adorei essa bolsa que tinha em alguma lojinha, achei meio cara, algo em torno de R$ 30,00, mas aquelas simples de feira, tinha no estando do Peter Paiva que a minha amiga já conhecia e que eu amei, são sabonetes em diversos formatos, lindamente embrulhados em caixotinhos de feira com dois sabonetinhos em formato de maçã, ou várias sabonete frutas em um daqueles saquinhos amarelos onde vem castanhas...olha uma coisa mais fofa que a outra, amei o estande do Peter Paiva, até as sacolas deles são lindas, fiquei com vontade de aprender a fazer os sabonetes...rs.
As sacolas de feira deles estava por R$ 8,99.


Esse fornecedor de madeiras é concorrente da Casa das Madeiras e várias outras, 
Achei cuti esse Cabideiro em formato de bolsa, se não me engano a madeira crua desse modelo era R$ 8,00 ou R$ 6,00 e daí você solta sua criatividade na pintura e no embelezamento.


Esses relógios achei lindo são de discos de vinil reaproveitados, com papel por cima, da sua escolha, imagina a quantidade de estampas que você pode fazer, alguns eram feitos com papel reciclado feito também pelo velhinhos 

Gamei nesse sapo..rss, ele faz parte do cenário de algum programa da TV Cultura, se não me engano o Viola minha Viola (?), que tem o único cenário da TV, totalmente de material reciclado, o nome da artista segue na próxima foto.
Cleide Toledo - Sutaco

Também amei essa idéia para colocar a pipoca em minhas festas juninas em casa, com garrafas pet, amei, amei, simples, fácil de fazer e você enfeita da forma que achar melhor...




E para fechar meu post, a felicidade máxima ao saber que agora temos a Silhouette no Brasil, aquela impressora que imprime tudo que você cria, adesivos, e todos tipos de papel...
Meu sonho de consumo!!! Com um curso para pilotar a mesma...rsss


Gente vale a pena a visita à Feira, quem já faz, tem "loção" deve ser um passeio maravilhoso, conhecer novos produtos que facilitam, novas técnicas, enfim, pra quem ama essas coisinhas para enfeitar a casa, se joguem, muitas coisas únicas e belas, e para quem pensa em "desestressar", ou abrir um novo negócio o momento é agora.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Empresa X Faça você mesmo.

Gente,

Deixa eu contar mais uma história para vocês do gesso aqui de casa...
Antes de definir, fizemos alguns orçamentos nessas empresas que fazem gesso e iluminação.
O orçamento ficou dentro do que eu tinha imaginado para os dois itens.
Eles fazem o projeto de iluminação, como, onde, e qual, e entregam tudo prontinho, inclusive o material.
Mas claro, seu sossego tem um preço...rs
E confesso que a escolha por fazer com o Sr. Jayme que já tinha trabalhado em casa, pesou, por que, inicialmente achamos que seria mais barato.
No entanto, eu teria que indicar a iluminação, onde e qual cada material teria que ser instalado e comprar o material.
Outra coisa que pesou foi que imaginei que minha sala não precisa de muita coisa elaborada, já que não é muito grande e vários efeitos não cabem nela.
Portanto, eu mesma inspirada por fotos na net, fui criando o que desejava e com isso, foi definindo o tipo de lâmpadas, spots, lustres que seriam necessários.
Agora vem a parte dramática...rsss
Eu não entendo nada de iluminação, tá eu sei que uma luz indireta (não focada diretamente) causa um aconchego maior, que luz branca dá a impressão, na minha opinião de hospital (e Deus me livre..rs), que luz amarelada fica mais gostosinha.
Que as leds são mais caras, mas duram anos e são 90% mais econômicas.
Mas juntar tudo isso e ainda saber o quanto é suficiente de lâmpadas num espaço para iluminar a quantidade necessário, isso já é outro departamento.
Daí recorri a minha amiga Dani, arquiteta, como comentei no outro post.
Olha, quando vc não domina um técnica, demanda tempo, paciência e empenho para você aprender pelo menos o minimo e não ser enrolada.
O Gesso já estava garantido, baseado nessas fotos que me inspiraram.
Faz tempo que tenho essas fotos, não lembro onde as encontrei, mas se os autores forem identificados é só me avisarem que coloco os créditos.

A elétrica também, feita pelo o Sr. Jayme do jeito que eu mandasse...rs.
As dicas da Dani, arquiteta e amiga, indicando quantos spots seriam necessário, que lâmpadas usar e que material seria necessário para essa indicação.
Lá fui eu munida do cartão de crédito na Leroy e no Yamamura fazer orçamentos.
Na leroy, que amo, o problema era que não havia muitos spots, nem lâmpadas Leds disponíveis.
Na Yamamura, encontrei mais ou menos o que queria.
Logo que cheguei lá, a vendedora me disse que achava a lâmpada que minha amiga indicou muito fraca, e já foi me indicando outra.
Me indicaram luminárias juntas para quatro pontos de luz que tem na sala, que custavam uma graninha.
E Dimmer ao invês do reator.
Olha foi uma dificuldade tão grande para entender, e decifrar tantas ofertas.
Eu escolhia uma lâmpada, e essa precisava de reator, que pesa no gesso, ou o spot escolhido ela não encaixava, tinha que comprar soquete.
E lá ia eu calculando quanto custava cada item para decifrar o que seria melhor, trocar o spot escolhido, ou não, mudar a lâmpada escolhida..rss
E por aí vai.
A vendedora, com uma má vontade de me explicar tamanha.
Olha foi um drama.
No fim saquei que sempre vão te indicar coisas caras, e nem sempre elas são necessárias, tem que perguntar muito, deixar a vendedora cansada, para você chegar a uma conclusão.
As lâmpadas dicroicas e Leds são eletrônicas e por isso precisam de reatores para que não queimem rápido, porém, algumas lâmpadas tem que ter o reator mais moderno chamado Dimmer se não me engano que custa R$ 70,00 cada aproximadamente e só ligam no máximo duas lâmpadas, e dependendo da quantidade de pontos que vc vai ter, faça as contas.
Os reatores normais R$ 19,00 a R$ 39,00. (só que são um pouco pesados, o que dá para cinco lâmpadas), não são indicados para todas as lâmpadas.
No fim queimando muito neurônios, eu decidi que valia a pena mudar os spots comprar o mais caro que já vinha com os soquetes, mais fácil para a instalação e também futuras trocas, e a Lâmpada chamada Super Led, com reator embutido encaixavam nele.
Chama o vendedor, para ver se tem os spots em questão na quantidade que preciso.
Escolho uma mais forte do que a minha amiga indicou, e duas mais fracas para dois cantinhos específicos que vão iluminar um móvel e um vaso de plantas.
Não tem da mesma marca.
Certifico com a vendedor mala se as Lâmpadas, embora de volts diferentes (4W e 1W) e de marcas diferentes tem a mesma luminosidade, chamada por ela de Neutra (parecida com a Daylight indicada pela minha amiga, que não é amarela nem branca).
Ela com cara de pouco caso balança a cabeça..rs
Ufa! 
Aparentemente tudo foi resolvido.
Tira-se a nota, despeço da vendedora mala, e pago.
Quando pego a nota em mãos.
Surpresa
Uma lâmpada é neutra (1W) e todas as outras são amarelas (4W) totalmente diferentes, e totalmente desconectada de tudo que pedi para a vendedora.
Os spots são mais caros na nota do que falado pelo vendedor.
Suspiro!
Volto lá, tento conversar com a mala e o vendedor de novo.
Uma não tem amarela.
Outra não tem neutra
Mais suspiros
Resolvo comprar todas iguais de 4W, para isso vou ter que trocar as duas de 1W.
Quanto ao spot ser mais caro, me resigno.
Vou no outro andar pegar o vale para a troca.
20 pessoas na minha frente, uma hora depois, quando a moça do pacote já desesperada pensando que eu tinha me perdido foi me buscar, subo novamente para tirar o novo pedido das lâmpadas iguais a maioria.
Passo no caixa de novo.
Pago a mais, por que, são mais caras.
E enfim, volto para casa.
Nessa hora eu já não sabia se não ter escolhido a empresa que faz tudo era mais caro...rs
No fim, deu tudo certo, tudo foi instalado.
Eu fiz umas adaptações no projeto que a minha amiga mandou, indiquei onde seriam rasgos no gesso, onde iria moldura, onde ia o rebaixo, de quando seria, e o outro rebaixo da sala, e tudo ganho forma.
Há um erro, meu, de calculo e quatro spots terão que ser recolocados, faz parte.
Não vi na hora e agora vou ter que pagar para o gesseiro/eletricista vir concertar.
Mas como disse ficou luxo o teto sobre a minha cabeça.
Quanto a economia, não sei dizer, empresa que entrega pronto ou você faz essa parte de projetista e compra o material.
Só calculando na ponta do lápis mesmo para você saber, gasolina, spots, lâmpadas, reatores ou não, e tudo mais.
Agora tem coisas que não se calcula:
Stress, vendedora nem um pouco engajada em te ajudar a entender e resolver seu problema da melhor forma possível, você não entender quase nada do assunto...
Pensei que ia economizar para compra o lustre "pheeno", porém, a economia não foi tanta..rss
Mas é mais um capitulo da reforma que aprendi e fora a parte humildade e paciência que diz minha mãe, mesmo com a mala, fui uma lady..rs
Há fiz para o gesseiro um modelo em isopor e medi cada espaço da minha sala, determinado exatamente onde cada spot ficaria.
Ele disse que sou arquiteta sim...na verdade não sou, mas curto, e mesmo sem diploma, com muita ajuda e queima de neurônios, quando eu encasqueto eu vou até o fim.

Dicas da Dani:

Usar as leds.
São necessários para elas:
Spot (sim são necessários, pensei que fizessem figuração, mas não tem como encaixar as Leds sem eles).
Spots muito baratos geralmente tem um sistema que ao trocar as lâmpadas podem danificar o gesso, atenção, melhor comprar o de clic.
Preste atenção na voltagem da sua casa, embora a maioria das Leds são bivolt
Elas precisam de reatores/Dimmer, porém, tem a Super Led que não precisa, ela tem um encaixe diferente, o plug dela é mais grosso, isso faz com que nem todos os spots sirvam.(Atenção)
Por isso, é melhor levar o spot escolhi com você para escolher as Lâmpadas, ou o vendedor, carrega ele com você para todos os setores...rs...e reza para ele comprar a tua ideia e ajudar a solucionar as suas dúvidas com alegria e disposição.

Quando o teto estiver pintado, esta secando no momento, para depois ser lixado com massa corrida, e o lustre estiver pendurado eu posto a foto do antes e depois.

Beijos para quem ama ser iluminado!















quinta-feira, 14 de junho de 2012

Ontem, hoje e amanhã.

Você também é ansiosa como eu?
Na minha cabeça há milhões de projetos ao mesmo tempo, mas aprendi a duras penas que é preciso tempo, dinheiro (sim quase tudo custa algum, menos o amor, o carinho, que pra chegarem até aquele que você ama, precisa de gasolina...rss), ação e empenho para cada um deles.
Descobri que tem que ter calma.
Li que precisamos cuidar de nossas relações por que são elas que ficam, que bens materiais não importam muito em momentos decisivos, e concordo plenamente.
Mas para alcançar alguns sonhos materiais, necessários ou não para se viver, muitas vezes precisamos abrir mão de estar com as pessoas que amamos, por causa da distância, das escolhas, dos momentos.
Até que li outra frase que "encasficou" na minha cabeça da mesma forma que a primeira:
Então esse é meu momento ir em busca dos meus sonhos e encontrar o EQUILÍBRIO mágico de estar com as pessoas que amo, em lugares que me façam bem, onde eu não sofra tanto para escutar, para participar e tentar aproveitar da melhor forma possível o AGORA!
Por que por mais que a frase ai de cima seja verdade também, ainda deveria ter uma outra que diz, que não sabemos até quando a vida continua...rss....e no final:




segunda-feira, 11 de junho de 2012

Não pode.

Hoje fiquei tristinha.
Faz tempo que estou ensaiando fazer alguns tratamentos mais direcionados para a estrias que ganhei quando fiquei em coma e inchei (pelos rins terem parado) e fiquei emagreci (pelo coma).
E um dos tratamentos era a Carboxiterapia 
A regra da minha médica Nefrologista é a seguinte:
Fora do corpo pode.
Dentro tem que perguntar..rs
Como essa técnica é uma injeção de gás carbônico eu perguntei e obtive a seguinte resposta:


"Infelizmente você não deve fazer esse tipo de tratamento pois há risco de formar abcessos no subcutâneo em função da imunossupressão"


Murchei mais que a minha pele...rs e comentei com minha mãe e ela disse que somos aliens (ela também é transplantada).


Comento aqui, por que, se você for transplantado pergunte tudo ao seu médico até coisas que parecem serem simples e normais para a maioria das pessoas.


Em tempos não posso doar sangue.
Não posso tomar chuva, ficar resfriada.
Não posso ficar em lugares fechados com muitas pessoas.
Inalar substâncias tóxicas..rss.
Não posso comer carambola.
Não posso fazer lipo.


Não posso...bobear...


Posso aprender a viver assim...

domingo, 3 de junho de 2012

Dança a quadrilha ioio...dança a quadrilha iaia...cuidado para não se queimar...olha que a fogueira já queimou o meu amor!

Ontem foi a primeira dança Junina da Bia, minha sobrinha.
O Rafa já é veterano e sua dança que eu mais adorei, foi um ano que a Festa Junina da escola dele resolveu homenagear as nações...
Meu sobrinho que é loirinho, um gatinho dançou Russo.
Olha vou te falar me diverti horrores...no mesmo tanto que ele e seus amiguinhos.


É uma delícia ter sobrinhos, já que não tive, nem terei filhos, pelo menos com meus sobrinhos eu posso exercitar meu lado infantil novamente, comer baboseiras, ver desenhos, pintar, jogar jogos, ou seja, eu posso voltar a ser criança, e mais ainda eu posso vivenciar novamente descobertas, novas tecnologias, músicas, por meio da percepção deles.
Ter a chance de nunca ficar velha, até o momento que eles não ficarem...rs.
Bom ontem foi o "debut" da Bia, fiquei com medo dela ficar com vergonha, etc.
Mas que nada, a simpática Bia, dançou certinho, fez tudo como manda o figurino e na sua simpatia e beleza impar, mandava 'tchauzinho" para seus fãs (eu, vó, vô, pais, irmão), a todo momento.

Rafa e Bia obrigada por compartilhar com a Titia tantos momentos prazerosos como este.
Amo vocês mais do que imaginam.
Vocês arrasam sempre, são duas luzinhas da minha vida.
E ano que vem tem mais, pelo menos da Bia, já que o Rafa comunicou que ano que vem ele é quem vai decidir se irá dançar ou não, por em quanto quando vem os bilhetinhos sua mãe é quem assina (rss...) e que este ano foi a última dança dele...para nossa infelicidade...rs
Vamos ver se ano que vem a gente convence ele de que esses são momentos únicos em nossas vidas e que valem muito a pena.
São recordações de momentos alegres que duram em nossos corações para todo sempre.

Será que há céu no céu.

Hoje pela manhã fui ao Centro, ouvir a palestra que sempre traz muitos aprendizados.
Dentre tantas mensagens, uma que me chamou a atenção foi a seguinte:
"Não dá para pensar em paz mundial quando não conseguirmos ter paz em nosso próprio lar".
(minha palavras e interpretação...rs).
E realmente, essa frase chamou minha atenção, e ao mesmo tempo me deixou embaraçada, se não conseguimos aceitar aqueles que são próximos de nós, como são, amá-los incondicionalmente, como vamos conseguir amar o nosso vizinho, a nossa rua, o nosso bairro, estado, país, planeta.
Simples, mas nem sempre a gente para para pensar e daí basta uma frase para desencadear um sentimento devastador dentro da gente.
Uma vontade maluca de ser melhor, de sentir melhor, de tratar as pessoas melhor, principalmente aqueles que dividem essa vida conosco.
Bom essa foi a minha lição hoje.
Que martela em mim, e que durará algum tempo e depois vou precisar alimentar novamente minha alma, meu coração com um novo ensinamento, é pra isso que serve os rituais evangelizadores, para plantarem sementinhas em nós de tempos em tempos, para que possamos assim como nosso corpos, alimentar nossa alma e quem sabe um dia sermos evoluídos e perfeitos.