sexta-feira, 21 de junho de 2013

Corujices de amor!

Hoje cheguei em casa mais cedo e no mesmo minuto o carteiro chamou.

Corri lá e tinha um pacote grande para mim.

Quando abri foi amor a primeira vista.





Eu e Elizabeth veremos muita televisão juntas, e quando eu não estiver ela cuida do meu quarto pra mim.

Amei....amei...amei....

Minha prima/irmã querida a Ká, mandou lá de Cornélio para mim, o mais fofo foi a cartinha dizendo que ela tinha percebido que eu andava numa onda de corujas e ela tinha visto essa e comprado pra mim.

Todo mundo gosta de atenção, carinho, presente, cartinha...

Tem coisa mais gostosa que alguém notar algo que você deseja e te surpreender?

Acho que só passar tempo com essa pessoa que amo tanto.

Ando bem caseira, sem sair muito e tenho perdido contato com grandes amigos, por falta de tempo, por questões inexplicáveis, por distanciamentos normais da vida, mas quero muito manter bem perto de mim quem interessa, o que interessa.

E faz algum tempo que tenho percebido que a FAMÍLIA DA GENTE (essa que a gente escolhe, que não  é necessariamente de sangue, afinal tem os de sangue com quem a gente não tem a menor afinidade e tem os amigos com quem a gente cria o mais forte laço), é a nossa prioridade. E é para eles que tenho dedicado meu escasso tempo.

E com a ká eu passo vários momentos únicos, jantando na pizzaria, na piscina só nós as meninas e o Bily ( o cachorro..rs) fazendo uma terapia básica, com muitas lágrimas e sorrisos, inventando chá das bonecas, indo comer um docinho, ficando de papo pro ar na varanda da minha tia (a mais gostosa do meu mundo), secando o cabelo com o secador diferente, vendo bijus, maquiagens.....e tantos outros momentos....

Eu já falei das minhas três melhores amigas aqui:

http://www.semespacoparalamento.blogspot.com.br/2010/04/ando-sonhando-direto-com-o-casamento-da.html

Mas quero dizer Ká que você é e sempre será a irmã que eu não tive, MAS QUE DE CERTA FORMA EU TENHO POR TODA A VIDA!

Obrigada pelo amor e carinho que você me dedica, e sua família também, seus filhos são como sobrinhos pra mim, o Gil que considero sangue do nosso sangue..rss

Sabe que outro dia eu estava pensando no quanto a  gente é ciumento com quem amamos, os sobrinhos, o irmão, a mãe, etc.

A gente não gosta de dividir né?

Daí lembrei do quanto você é generosa comigo em incentivar o meu amor pelos seus filhos, e daí eu percebi que você me ama tanto que não importa dividir esse amor, a gente quer quem a gente ame junto, um amando os outros, quando mais melhor, a gente só tem ciúmes daqueles que ainda não amamos, por que AMOR divide, fica grande, enorme, amor não é mesquinho, ciumento, egoísta, amor é puro, toma a gente e não pensamos, raciocinamos....

Quando a gente ama de verdade a gente fala o que vem do coração, a gente sorri, a gente se esparrama, não importa o quanto idiota, desproporcional, inconveniente seja, amor não presta atenção nisso...

Amor é!

Fui no meu caminho sorrindo lembrando de quantos beijos e passeios eu dou com a Maria (sua filha) e no quanto você fica feliz com isso, por que vejo em seu olhar.

Amor verdadeiro é assim!

Obrigada por dividir esse amor tão especial comigo, acho que você sabe o quanto é importante pra mim, que não terei filhos, poder de alguma forma participar da criação de crianças tão especiais pra mim.

11 comentários:

  1. A coruja é mega fofa e ficou linda sobre esse edredom charmoso ;)
    Eu poderia ter escrito a frase abaixo:
    "Ando bem caseira, sem sair muito e tenho perdido contato com grandes amigos, por falta de tempo, por questões inexplicáveis, por distanciamentos normais da vida, mas quero muito manter bem perto de mim quem interessa, o que interessa" - Eu tb! Amei!
    Abraço, bom fds!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Jussara.
      Na verdade é uma colcha, comprei faz algum tempo numa loja lá na Teodoro que tem várias pecinhas de roupa de cama bacaninhas, foi o preço médio...
      Quando passar pela Teodoro dá uma olhadinha.
      Que bom que gostou da frase, do blog, do que penso e compartilho.
      Mil beijocas.

      Excluir
  2. Ops...vi que é de Minas Jussara e não vai ser fácil vir na Teodoro...que é uma rua de Sampa...mas em Minas tem coisas lindasssssss...muito mais lindas do que aqui.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Nossa que história linda e você tem razão, tem família que a gente escolhe e não vem de sangue. Um xeru

    Menina Prendada
    http://pedacinhobysandra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é?
      Na minha vida tenho vários, mas também amo demais a maior parte da minha família de sangue..rss.
      Amo minhas primas, tias, avós....amo todo mundo..sou meio dada....a amor...rss
      Beijos e outro xeru.

      Excluir
  4. Oiii Déa, nada como ser lembrada pelazamigas, muito linda a corujinha, entendo bem essa questão de distanciamento! Mas qdo a amizade é verdadeira o amor entre os amigos não esmorece! Bjooosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kellen.....muito fofa né?
      Presente de prima, amiga, amada...rsss
      Verdade...amigos verdadeiros são para sempre.
      Beijocas.

      Excluir
  5. Oi Déa que post lindo!!!
    Realmente amigos são muitas vezes a nossa familia...
    Sabe que também ando no onda de corujas...
    Beijinhos e um lindo restinho de semana...Ah!!! Tem um selinho lá no meu blog para você...
    Beijinhos

    http://meusamoresvariedades.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsss....verdade Alê...eles são tudo e mais um pouco.
      Primas amadas então como a minha que mandou a corujinha...não tem preço.
      Beijocas.
      Vou lá já..já.

      Excluir
  6. Amei a Elizabeth....! Tudo fofo nesse quarto! Abs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Marion...
      Falta alguns detalhezinhos...
      Mas sempre falta né? Esse é o charme.
      Beijocas.

      Excluir