segunda-feira, 16 de maio de 2016

Recife - Dia 5 - Que o sol que trago dentro de mim brilhe onde eu estiver.

No outro dia era dia de despedida e fomos eu e a nossa irmã mais nova tomar o último sol de Recife...na praia há duas quadras do apto da minha amiga em quanto ela dava uma geral na casa e fazia almoço.

A praia de Candeias é bonita como as outras, mas tem muitas algas o que torna o banho meio complicado, mas deu para tomar um sol, uma água de coco e conversar durante bastante tempo, com uma das melhores ouvintes que tenho na vida.



Eu falo pra caramba e ela tem uma paciência comigo, falamos a mesma língua pensamos parecido e é tão fácil conversar com quem pensa como a gente né? Rs...

Ela chegou a conclusão que sou muito cruel comigo mesma. E ela tem razão, só vejo o quanto eu sou feia, chata, o quanto a minha vida é dura, complicada e difícil, mas esqueço de olhar com carinho para mim mesma, de pegar essa Andrea menina no colo, de ter compaixão com a única pessoa que realmente importa na minha vida...EU!

Tomamos uma ducha na piscina do prédio da minha amiga, mais um solzinho, mais bate papo e subimos para almoçar o almoço delícia que minha amiga preparou: Feijão de Corda, foi a primeira vez que comi e achei muito saboroso, minha amiga está mandando muito bem nas comidinhas regionais, aliás ela já tinha feito um escondidinho de carne seca também, ambos delícia.

Casar dá nisso...rs...

Depois fomos comprar as ultimas coisinhas para trazer para a família como queijo coalho (R$ 15,00), bolo de rolo da Casa dos Frios que minha amiga disse que é o mais gostoso de Recife (R$ 20,00 aproximadamente dependendo do peso). Tem de goiabada a tradicional que eu trouxe de presente e tem a de Doce de leite que eu gosto mais, não comprei e me arrependi e no aeroporto era mais de R$ 10,00 mais caro.
Tinha antes de nozes, mas disseram que não fabricam mais.
A de chocolate achamos na loja do Shopping RioMar.
É bem recheada e a massa fininha, realmente é a melhor que comi e comprei em vários lugares...rs


É era hora de arrumar as malas, jantar e partir para o aeroporto com apenas uma hora e meia de antecedência, por que, lá meus queridos não tem trânsito...Chorei!


A viagem foi muito válida, tive, como sempre temos, muitos "insigths" sobre meu estado atual e a forma que devo agir, falar, ser...

Viagens são sempre válidas, por que, nunca voltamos como eramos, sempre há algo que é mexido aqui dentro, um olhar diferente, uma percepção.
Estar aberta ao novo, traz o novo para dentro de si.

E embora quem somos nos acompanha onde quer que a gente vá, a paisagem, as pessoas, as novidades de uma viagem enriquecem o nosso descobrimento sobre nós mesmo, basta ter a alma aberta e querer tirar o melhor proveito da experiência que como tudo tem partes boas (em viagens elas são maioria) e também partes não tão boas (que graças a Deus em viagens são bem pequenas).
Até o próximo destino!!!

Á minha amiga obrigada pela estádia, por todo trabalho que lhe dei, pelas comidinhas deliciosas, pelo sol, por me mostrar o melhor de onde é agora seu lar, por dividir seu filho tão fofo comigo, por ter colocado seu marido e filho para nos acompanhar (deu dó deles...rs), por me buscar, levar, escutar, por todos os passeios tão gostosos, enfim, por TUDO. Sei dos esforços que fizeram para nos proporcionar a melhor experiência. Você mora no meu coração por todo o sempre com vista para o melhor e o mais autentico de mim.

Fim.



Nenhum comentário:

Postar um comentário