quinta-feira, 13 de julho de 2017

Compras na Tailândia e Camboja

Hoje vou mostrar um pouco as coisinhas que trouxe tanto para mim, como para presente da Tailândia e Camboja. 
Não colocarei valores, pois, muitos foram presentes, mas caso queira muito saber o valor é só me deixar um comentário com seu e-mail que passo os valores que eu tiver anotado.


Trouxe camisetas para meus meninos, duas eu já dei, mas uma ainda está aqui para presentear. (Essa especificamente eu comprei no Chatuchak):



Essa camiseta é para uma mocinha que amo muito. Comprei em Phi Phi e achei bem delicada e feminina. Os tamanhos lá são complicados, eles são baixinhos e magrinhos e com isso eu fico na torcida que sirva.



Na Tailândia como já disse em alguns posts anteriores, uma marca Coreana chamada Cathy Doll faz sucesso por lá, já que as orientais preferem uma pele branquinha e bem cuidada.

Tem no Seven Eleven e também na loja Karmart (Vários lugares na cidade) e em outras lugares.

Trouxe para presente e também para mim.

Lá é muito usado também a baba do caracol, máscara com pó de ouro (que dei para minha mãe e usamos numa tarde de beleza que fizemos com minha sobrinha e sobrinho aqui em casa...rs) e outras coisas que não faço ideia...rs...


Mais máscaras, essas comprei especialmente para 2 primas e 1 amiga que são bem próximas e queridas por mim, achei que tinha tudo a ver com elas.



Imãs não podem faltar né, esse de Tuk Tuk comprei no chatuchak (4 exemplares, 3 dei de presente e 1 para mim) e a máscara claro comprei dos menininhos que nos seguem nos templos, trouxe também para presente.


Esses imãs com as placas das prais e ilhas de Phi Phi eu comprei em Phi Phi claro.



Esses colares eu comprei para mim, e comprei numa lojinha no Templo Branco em Chang Rai.


Como pode ver eu amo colares e esses três eu comprei no Chatuchak, para mim, só aqui em casa percebi que amo a cor laranja...rs


E diversas pulseiras, alguns modelos eu trouxe parecido e dei de presente.

A primeira todo colorida eu comprei no Chatuchak.

As duas seguintes laranja e verde água eu comprei em Phi Phi e amei, ela tem um jeitinho de antigas, com pedra local e feita a mão.

A seguinte é dessas que dão três voltas, também feita a mão, também comprada em Phi Phi. 
Mas se você for até Chiang Mai é o lugar mais barato dessas pulseiras, infelizmente, no dia eu não tinha dinheiro suficiente (só podia sem em cash) e no outro dia quando levei o dinheiro a barraca que eu tinha gostado não estava. 
Daí quando vi em Phi Phi, mesmo sendo mais cara tive que comprar....rs.
No Asiathique também tinha apesar do preço igual ao de Phi Phi tinha as mais lindas de todas, vale a pena comprar lá, pela quantidade de modelos, cores e pedras.

A de dar voltas verde eu comprei no Chatuchak.

E a marrom eu comprei no aeroporto, acho que de Chiang Mai, a Dione falou que ela faz barulho, mas como não escuto....rs, eu não percebi...rs



Lá tem muitas capinhas para celular diferentes e comprei essa para mim...comprei no MBK (Shopping Bangkok), numa das milhões de lojinhas por lá.


Comprei um joguinho de incensos e a maioria eu já dei de presente, eram 6, comprei na saída do templo Wat Arun.



Comprei esse batom lindo, de presente de aniversário para algumas (3) amigas que fizeram aniversário nos meses que antecederam minha viagem e que não presenteei. Achei a cor linda e espero que elas tenham gostado também. Não trouxe um pra mim....rss... Comprei para todas nesse tom cor de boca.


Lá tem muitas lojas de cosméticos e comprei alguns esmaltes, alguns eu já dei, mas eram cores mais neutras para não correr o risco de alguém não gostar, esse brilhante é meu....rs



 Comprei 10 sabonetes diferentes e super cheirosos, a maioria eu já dei de presente e até usei, amei esse em formato de flor de lótus.


Eu só trouxe dois elefantinhos, um pra mim (esse da foto) e um para uma amiga que ama elefantes. Comprei claro em Chiang Mai.



A Tailândia  e a Ásia em geral, como disse em alguns posts é uma grande fabricante de seda e trouxe uma echarpe para mim e uma para minha mãe, na foto a minha. Comprei na loja do hotel no Camboja...rs. (Tinha uma qualidade e um preço muito bom).


Esse moedeiros fofos, era um jogo com 6 unidades e comprei no Mercado Flutuante. 



Esse infusor de aroma de orquídea eu comprei na ilha de Ko Phi Phi, como disse nos posts da viagem, a Tailândia é um dos maiores produtores de orquídeas do mundo. Até tinha uma caixas lindas para você trazer na viagem no aeroporto, mas achei muito trabalho, e nem perguntei quanto custava também, e como minha mãe ama, eu trouxe esse infusor pelo menos para a gente sentir o cheirinho...rs




Esse biscoito eu comi um semelhante no passeio de elefante e gostei muito, embora eu ache que o do passeio fosse caseiro, era rosa, lindo e gostoso. Como tinha meus últimos Baths, comprei essa caixa no aeroporto de Bangkok no embarque para o Brasil.... Foram meu últimos baths na caixa.... eu gostei muito e acho que aqui no Brasil não tem(?).


Esses biscoitinhos Cambojanos ganharam meu coração e trouxe umas 3 caixinhas. Tem de coco, manga, gengibre (o meu preferido) e de Durian (uma fruta fedida que parece nossa jaca, que é muito utilizada pelas bandas de lá e que não experimentei devido ao cheiro forte).

Comprei no mercadinho ao lado do nosso hotel em Siem Reap. É amanteigado.





A famosa canga e uma saída de banho todo colorida, assim como uma chapéu preto você pode ver nas fotos da praia (Chapéu é uma coisa bem complicadinha de levar na mala, até tenho um lindo que ganhei de presente de uma amiga, mas não levei e lá me vi obrigada a comprar um). Tem cangas lindas baratinhas.... se jogue, saída de praia continuo procurando uma, ainda não encontrei.

Como uma ilha tinha diversas coisas para a praia e não resisti a essa mochilinha á prova de água, que todo mundo por lá tinha....rs, tinha diversos tamanhos e cores e você enrola e torna ela no tamanho para suas coisas... Ela tem uma alça e achei muito charmosa.


Também comprei dessas sapatilhas para praia que protegem o pé das pedras, areia, corais. Uma amiga também comprou e usou, esqueci de perguntar se ela gostou, mas eu achei bem barato e senti falta quando fui em Recife na praia de Carneiros de algo assim, pois, andamos num coral e o chinelo se não fosse desses de prender (no caso ainda não tinha comprado o meu), o chinelo saia do pé. Acho legal para raffiting, cachoeira, etc, vamos ver.



E por último, minha mala reserva que amei, ela se transforma nessa necessaire e você pode levar na viagem e só abrir na volta, quando geralmente precisamos de uma mala reserva...rss... (lembrando que fui que uma mala média de rodinhas e uma mochila como mala de mão que utilizei lá nos passeios, e que não podia andar com mais do que 30 quilos de peso nos voos internos, isso, por que, comprei peso extra, mas na volta podia despachar duas malas de 35 quilos cada, além da mala de mão e da bolsa..ufa, mas nem deu tanto peso assim).



Coisas que não trouxe e que me arrependi profundamente:

Eu queria muito uma máscara dessas de colocar na parede, infelizmente vi na Rambutri, vi também em Chiang Mai, mas não sei por que não comprei....rss....Passou e quem for e quiser trazer pra mim eu agradeço...eu pago!!! rs. QUERIA MUITOOOO

Tinha uma vodka especial com a garrafa toda desenhada da Tailândia, embora, não beba, fiquei com vontade de comprar.

Também não comprei chocolates Lindt de manga (fruta muito utilizada na culinária Tailandesa). (Fiquei com vontade).

E queria ter trazido as bolsas, carteiras, e coisas estilosas que vi no Asiatique, mas fica para uma próxima...rs.

Em tempos continuo prometendo para mim mesma que não trarei nada numa próxima viagem, mas essa já melhorei muito, pois, foquei bastante na minha pessoa (conselho dado por minha mãe e diversas pessoas...rss), mas ainda não consegui não trazer um mimo para algumas pessoas.

É bem complicado ficar fazendo compras (presentes) em viagens, por que, a gente é pobre...rs, e a viagem em si já demanda uma quantia grande á vista, mas tem pessoas do meu convívio (aniversariantes) que eu acho que será impossível eu não trazer nada...rs....mas vou melhorar eu prometo.

E em minha defesa confesso que as coisas baratas de lá fazem com que a gente não resista a um consumo básico...rs